terça-feira, 13 de abril de 2004

Tenho Saudades

TENHO SAUDADES




Tenho saudades...

... da minha professora do segundo ano primário, Celina, que me considerava o melhor aluno.
... da minha professora de Ciências da quinta série ginasial, que dizia que se podia engravidar apenas sentado numa privada mal limpa.
... de uma professora do ginásio que quase fui a casa dela me declarar (só não fui por quê me perdi no caminho).
... das dezenas de garotas pelas quais me apaixonei neste período escolar.
... das fofocas de se o padre que dirigia a escola era viadão ( e quando adulto saber com certeza, porquê ele praticamente "casou" com um colega do bairro).
... do olhar lânguido daquela menina (Andréa) quando passava por mim.
... da pergunta de uma menina que até hoje lembro: "Você não tem lábios?"
... de achar um gibi raro, jogado na arquibancada do pátio (pena eu não lembrar o título, acho que era europeu).
... de perder meus óculos e achar, dias depois, na casa em frente ao colégio, pois a mãe de um colega tinha pêgo e guardado.
... de fugir das aulas de educação física.
... de ouvir a menina (Valéria; meninas lindas sempre tem nomes lindos) chorando, com seus 10 anos, na formação para entrar na sala, dizendo: "Eu odeio ser bonita", depois de aguentar um aluno enchendo a paciência dela.
... de ver a escola mudar de visual a cada ano que passava.
... do horror que foi ver a mãe da minha profesora do jardim de Infância trocando de roupa.
... de chorar, com todos os outros, no pátio, quando o padre (o viadão) disse que a escola teria que acabar por falta de verbas.
... dos amigos que fazia a cada ano.
... de ir para a escola a pé, pois tinha vergonha de pedir carona em ônibus.
... de saber que o nome do irmão de uma colega da minha irmã era GABARITO!
... de ter amizade com minhas irmãs e irmão nessa época, e não apenas algo pró-forma.
... de ir à casa da minha namorada sempre que podia, sendo que eu tinha apenas 10 anos e a casa era longe... e eu ia a pé porque tinha vergonha de pedir carona em ônibus.
... de minha mãe deixar eu fazer todas essas loucuras sem questionar.
... de morar num lugar (e tempo) em que não havia razões (como medo) para se questionar.
... de ir à casa dos meus avós que ficava ainda mais distante que a casa da namorada e a escola, sem pedir carona porquê... ah, vocês já sabem.
... de jogar sinuca com meu avô, na sinuca que ele mesmo construiu (e era perfeita)
... de olhar o tanque que ele construiu para alguns peixes.
... de comer cebolinha na horta que ele tinha.
... de saber que foi ele quem me ensinou a andar de bicicleta.
... de saber que meu avô era foda.
... de ver minha avó ser tão zoadora quanto meu avô, meu pai meus tios e tias.
... de ver meu pai, morando perto dos meus avós, e não entender a imensidão do problema que era ele ter ido embora.
... de ver meu tio (Sálvio) fazendo histórias em quadrinhos do Ultraman.
... de sempre que ia lá, ficava doido para datilografar numa máquina de escrever que tinha por lá.
... de ver os aviões de papel aerodinacamente perfeitos que meu tio (Sálvio) fazia.
... de passear pela linha de trem... se equilibrando sobre os trilhos.
... de ir tão longe nelas, quanto pudesse, e depois voltar.
... de sermos os netos e sobrinhos mais queridos.
... de jogar sinuca com meu pai ou com meu irmão, ou com meus tios.
... de escutar o sotaque cearense de meus tios e tias.
... da casa em que todos moravam, até cada um ir casando, minha avó falecendo e todos se mudarem, cada um pro seu canto.
... de falar "vovô" e "vovó", pois não fomos acostumados a chamá-los de "vô" nem "vó".
... de tentar ler A Guerra dos Cem Anos, toda vez que ia lá, mas não conseguia, por quê era muito chato.
... dos dois caminhos que levavam até lá.
... de nem lembrar que existia televisão, pois tudo lá era muito mais divertido que ver TV.
... de ver a minha madrinha, que também era minha tia (ou vice-versa).
... de cumprir uma rotina toda vez qu ia lá: sinuca, tanque de peixes, cebolinha, máquina de escrever.
... de saber tanto e ao mesmo tempo... não saber nada.



Nenhum comentário:

Business

category2