sexta-feira, 28 de maio de 2004

Meio Sorriso

MEIO SORRISO

Ela está lá, com seu olhar e um meio sorriso
Sorriso misterioso, olhar de encantamento nebuloso
Não diz uma palavra, não emite um aviso
Me inquieto, com seu sorriso incompleto, curioso

Alarde em silêncio, seus lábios pouco se mexem
O sorriso é um aviso de um espírito inquieto
Não se completa, mesmo que seus olhos se fechem
O sorriso ainda é meio, em lábios quase retos

Um enigma para a mente que não se contenta
Interpretar tal gesto sutil, talvez ardiloso
Será que a há malícia ou está isenta?
Será um sorriso de alegria ou nervoso?

O lado obscuro da sala não me deixa ver
O véu do seu rosto não deixa escapar
A intenção daquele sorriso que pode ser
Invadir, desarmar, vencer e conquistar

Meio sorriso, meia palavra, beleza inteira
Meia noite eu passei mergulhado
No sorriso de uma boca matreira
Tentando não ser por ele tragado

Quado estou já meio desiludido
O sorriso se completa
Tenho a resposta em meu ouvido
"Meio sorriso, alegria repleta".


Nenhum comentário:

Business

category2