sábado, 24 de julho de 2004

Eterna

ETERNA

Terna, assim é tua alma, é terna
Ternura que desabrocha de dentro de teu sorriso
Candura que se revela no teu olhar
Doçura que teus gestos deixam notar

Não é algo você possua, é algo que vc é
Você é amor, não apenas tem amor
Você é o desejo feito a uma estrela cadente
Você é a linha da vida na palma da mão

És a paisagem que envolve o andarilho
Que solitário sorri tal é a tua beleza
És do mar a onda selvagem
Que ainda assim tem uma certa mansidão

Você sempre será a lembrança de saudade
O riso infantil que escapuliu por acaso
A mão que acaricia o rosto cansado,
E na tua ternura, serás sempre eterna.

Nenhum comentário:

Business

category2