domingo, 18 de novembro de 2012

Dia 21 de Novembro: 10 Anos de RA


DEZ ANOS DO RAPADURA AÇUCARADA - PARTE VI
O Retorno do Jedi? Não, a Volta dos Scans


Image and video hosting by TinyPic


Estávamos em fins de 2004 e eu trabalhava com meu tio, Sálvio, em uma ilha de edição de vídeos. O blog era aquele amontoado de textos, links, poesias e mulher pelada. Há mais de um ano eu não colocava scans, a não ser por uma tentativa ou duas, de modo anônimo. O ano que se passara parecia uma eternidade. Ver tanta gente se empenhando em fazer scans, me deixava ressentido de ter parado. Mas, a paciência para resolver problemas de alocação de arquivos ainda era bem pouca. Só que, o novo trabalho estava me influenciando, despertando.

Como auxiliar na ilha de edição, um dos meus trabalho era - adivinhem o quê - escanear! Eu escaneava fotografias que seriam inseridas em certos vídeos específicos. Estava de volta ao velho aparelho digitalizador. E, claro, isso foi atiçando minha vontade de escanear HQs, novamente. E, quando foi lançado o encadernado de O Reino do Amanhã, não consegui mais resistir. Tive que recomeçar. Era o que podemos chamar de A Era de Prata dos scans, que coemeçara com o fim dos scans no RA e continuara com os blogs, sites e fóruns que apareceram por essa época.

O blog entrava em uma nova fase. Como alguém disse certa vez, em um blog que não lembro agora o nome: o RA tinha mais fases que o Incrível Hulk. Tendo me acostumado aos textos que escrevia, ao voltar com os quadrinhos digitalizados, não os deixei de lado. Agora o blog era uma amalgáma da primeira e segunda fase, criando uma terceira, exatamente como em alguma história em quadrinho de super-heróis.


Image and video hosting by TinyPic


Nesta segunda fase dos scans, alguns projetos foram feitos com muito afinco e carinho. Novamente apareceram pessoas para ajudar, se prontificando a escanear, traduzir e/ou letreirar. A Revista Animal foi completada, assim como o mangá ultracult, Akira. Os 66 números de Preacher foram feitos entre scans de revistas em papel e traduções e letreiramentos de scans em inglês. Era como se não tivesse se passado um ano. A força era ainda maior.

Outras HQs que haviam começado aqui, continuavam em outros blogs, com seus grupos de tradução, as mais importantes sendo The Walking Dead, Y - The Las Man, Fábulas, Planetary, The Authority, entre outras.

De um certo modo foi a época mais duradoura dos scans aqui no blog. Cheguei mesmo a perder a noção do tempo. Meses se passavam, daqui a poucos eram anos, e quando fui ver já estávamos em 2007. Porém, esse tempo todo uma realidade era imutável, desde o primeiro scan postado aqui: os arquivos eram apagados sem dó nem piedade, como o são até hoje. Qual seria afinal a solução? Haveria, enfim uma?

Bom, o jeito seria começar uma farra.


DEZ ANOS DE RAPADURA AÇUCARADA - PARTE VII
Há muito tempo em uma F.A.R.R.A. muito distante...


Image and video hosting by TinyPic


O nome F.A.R.R.A. nasceu muito antes do próprio fórum em si. Nasceu durante uma guerra, a guerra dos scans. Que nada mais era do que uma picuinha entre grupos de scans, incluindo o RA. Em uma das brigas tolas, resolvi nomear um exército revolucionário fictício para esta guerrilha. O que significava a sigla nessa época, talvez fosse algo como Frente de Ataque dos Revolucionários do Rapadura Açucarada, mas não tenho certeza. Se perdeu nas brumas da memória. Depois de a guerrinha ter sido esquecida, a sigla também foi. Até certo dia de abril de 2007.

Eu discutia com uma amiga, via MSN, os problemas que ainda recaíam sobre o blog, no que dizia respeito a servidores confiáveis para uploadear os scans. HDs virtuais eram deletados; Rapidshare e Megaupload (que na época era bem ruim) deletavam os arquivos a todo instante e, assim, parecia que os scans estavam fadados a terminar mais uma vez, aqui no RA.

Ela então disse: e porque você não faz um fórum? Lá, mesmo que tudo fosse deletado, as pessoas que integrassem o fórum, ajudariam a repor, logo em seguida. Não seria mais o trabalho para uma só pessoa.

Eu argumentei que detestava fóruns. A minha pouca experiência com eles sempre foi assustadora, encontrando pessoas tão estranhas e idiotas quanto parecia ser possível, ou impossível. Só de pensar em ter de lidar com gente assim, dava arrepios. Mas, a semente foi plantada e eu fui dormir com aquela ideia na cabeça. Até mesmo algo se acendeu, enqaunto eu tentava dormir, e pensei: eu poderia usar aquela antiga sigla, F.A.R.R.A., só que agora fazendo um certo sentido. Seria o FÓRUM DE AGRUPAMENTO DOS REVOLUCINÁRIOS DO RAPADURA AÇUCARADA.

Claro que o "revolucionários" do título era mais para que uma letra fosse ocupada em "FARRA" do que ter realmente um sentido de revolução, já que scans não eram mais nenhuma novidade. Mas, outro problema se apresentava: eu nunca fizera um fórum antes. E não queria que terceiros o fizessem para mim, pois eu não teria o controle necessário. Então, fiz a única coisa que podia, saí a procura de sites para montar um fórum grátis.

Lembro que não foi de primeira. Devo ter feito umas três tentativas em sites diferentes. Minha inaptidão era patente. Eu realmente não sabia como lidar com toda aquela parafernália. Quando consegui me estabilizar em um site, minha amiga - Juliana - voltou a me ajudar. Agora para montarmos o que deveria ser o braço distribuidor de scans do Rapadura Açucarada. E assim começamos.

Era a primeira vez que o RA gerava um "filho" direto, legítimo. E, aos poucos, a coisa foi tomando forma. Mas, quando comecei a abrir as seções para cada tipo de quadrinho, por editora e tudo mais, senti que parecia meio vazio. Não me senti confortável com apenas algumas seções de quadrinhos. Resolvi que teríamos umas seções para mais do que apenas downloads de scans. Abri seções para bate-papos, notícias, vídeos e tudo mais. Como o download de filmes, séries e desenhos era uma coisa já estabelecida, resolvi que quem quisesse, também poderia colocar para download o que gostasse, e abri uma única seção para isso. Foi aí que, digamos, eu errei. Quer dizer acertei, pelo menos por três anos. Mas também seria meu erro.

Em pouco tempo eu me vi engolfado pelo prazer de colocar não apenas scans, mas filmes, séries e desenhos animados, para download. Eu, que mal sabia baixar um filme. Aos poucos, o número de pessoas aumentou descontroladamente, chegando, por fim, a mais de 100.000. Tudo isso sem ganhar um único tostão, como sempre foi a politica do RA, antes do forum.

O F.AR.R.A. superou o seu criador, o RA, e se tornou uma força não apenas para downloads de scans, filmes e etc, mas de uma coisa mais importante, de fraternidade. Sim, mesmo parecendo piegas, as pessoas que participavam ativamente se tornavam parte de uma família. Haviam os que participavam ajudando com material, e muito material, e haviam os que estavam ali sempre apoiando, discutindo e incentivando.

Os scans quase sumiram dentro dessa nova era. Se tornaram um parte em um grande todo. E tudo durou exatos três anos. Depois que terminou, foi como se tivessem se passado apenas três meses. E, porque terminou?

Bom, claro que algo tão grande assim chamaria a atenção. E logo começou uma campanha invisível para que os sites que hospedavam o fórum dessem ultimatos sobre o conteúdo. Precisamos mudar de local para hospedagem, e a mesma coisa aconteceu. Em poucos dias, mudei de local umas quatro vezes e, quando mesmo hospedado na Rússia, conseguiram deletar o fórum, vi que era hora de desistir. De fechar mais um ciclo.

Mas, em parte foi necessário, isso tenho que confessar. Lidar com tantas pessoas, sendo que muitas delas queriam apenas uma coisa, bagunçar, era difícil e extremamente estressante. Para alguém com o sistema nervoso como o meu, quem quer que tenha feito a perseguiçao, acabou me prestando um favor, já que por mim mesmo, talvez eu nunca conseguisse parar. E minha saúde iria pro espaço. Era o velho "há males que vem para o bem", entrando em ação.

O fórum ainda existe, podem vez aí ao lado o link do A.R.R.A.F., que renomeei assim, para deixar claro que é algo diferente do que era. Não existem os downloads, mas as pessoas que se apegaram ao fórum independente de downloads, queria que ele continuasse, então, passei a bola para eles.

E foi assim que em meados de 2010 eu voltava a atenção exclusivamente para o Rapadura Açucarada. Porém, depois de três longos anos sem scan, ele acabou acostumando-se a isso, permanecendo apenas com textos ocasionais e como a matriz do que viria depois do F.A.R.R.A. Algo como o lugar de onde se expandiam minhas ideias.

Quais foram essas ideias? No próximo e útltimo capítulo, ficaremos sabendo.


6 comentários:

Chesco36 disse...

Muito interessante Eudes...aguardando o próximo capítulo...jamais imaginei que a estrada era tão longa assim.Parabéns pela luta!!!!Nos incentiva a continuarmos,pois quantas vezes já pensei em desistir?Abçsss!!

Unknown disse...

Q loucura, cara..

Sou seu leitor há quase os 10 anos de existencia do blog.. fui usuário (ops) contumaz do F.A.R.R.A. e lembro que fiquei desolado quando foi tudo desativado.
Tinha muito clássico por lá, coisas que ia lendo aos poucos... enfim.

Muita animação, gibi, filmes.

Legal agora conhecer os bastidores do blog que acompanho há tanto tempo.

[]s

Wadilson disse...

ops, entrou sem nome e assinatura.
Agora vai.

Eudes Honorato disse...

Obrigado, Chesco e Wadilson!

Justin disse...

uma duvida que sempre tive: o farrazine tem alguma relacao com o farra?

Eudes Honorato disse...

O Farrazine nasceu no FARRA, por isso o nome. Mas com o tempo se separaram.

Business

category2