sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Dia 21 de Novembro: 10 Anos de RA


DEZ ANOS DE RAPADURA AÇUCARADA - PARTE I
Como parei de me preocupar e passei a amar os blogs

Image and video hosting by TinyPic


O termo weblog surgiu em 1997 e a abreviação blog em meados de 1999, quando eu estava apenas começando a navegar na internet e nem fazia idéia da existência de tal formato. A popularização dos blogs começou a avançar em 2000 e só foi aumentando, tornando-se uma verdeira febre. Todo mundo tinha um blog, o qual era usado, em grande parte, como um diário virtual. O sucesso fez com que se tornasse uma ferramenta para a divulgação não apenas da vida pessoal, mas de todo tipo de material, desde interesses pessoais até matérias sobre entretenimento. No entanto, eu me mantinha ao largo, ainda achando que blogs eram uma grande perda de tempo.

Essa minha mania de "não usei e não gostei" é quase compulsiva. Não consigo evitar. Nesta mesma época eu fazia parte de um grupo que acessava via Outllok. Chamava-se UOL Cinema. Por meio de mensagens de e-mail, discutíamos tudo... menos cinema. Era a rede social da época, ou uma delas, quando o termo não era usado em larga escala ainda. Os blogs também eram uma espécie de rede social, já que as pessoas podiam enviar seu comentários, apreciando ou não o que era postado e assim, interagindo.

Mesmo com toda a minha ojeriza aos blogs eu acabei participando em um deles. Era de um dos partcipantes do UOL Cinema, e eu não sabia o que fazer, já que nessa época eu nem sonhava em escrever longos textos como faço hoje em dia. O máximo que eu fazia ao colaborar era enviar imagens que eu encontrava pela internet. Não fiquei muito tempo, logo desistindo da empreitada, que me era estranha.

Com o tempo acabei criando meu próprio blog, se não me engano, no IG. Não era o RA. Dei um outro nome, o qual daria tudo para lembrar, mas não consigo. Isso deve ter sido pelo fim do ano de 2001. Não deve ter sido o único, acho que ainda criei mais um, sem sucesso, que também não lembro o nome. Aparentemente o que faltava era um bom nome. Uma coisa que não me agradava também era o formato dos blogs no IG. Não se podia configurar o layout de uma forma satisfatória e eram todos padronizados. O BLiG (o blog do IG) era péssimo.

Nessa época eu visitava poucos blogs, interagindo mais por meio do grupo no UOL. No entanto, havia um ao qual eu sempre acessava, o Passeata Solitária. Achava um nome ótimo e imaginava que nunca conseguiria fazer um blog com um título que pegasse. Talvez fosse verdade, se um dia eu não começasse a pensar em rapadura.

Na verdade estava mesmo pensando em começar um terceiro blog. Nem lembro exatamente o porquê. Continuava sem saber o que postar, e não escrevia mais de três linhas de coisas sem interesse algum. Não achava que fosse capaz de escrever parágrafos e mais parágrafos sobre o meu dia-a-dia. E não era. Não acontecia nada de tão interessante assim. Mas, depois da implicância incicial, eu queria ter um blog de verdade. Mas, precisava de um nome.

Percebia que os melhores blogs tinham nomes bem humorados e era esse caminho que eu precisava seguir. Achei que um nome redundante - como muitos blogs tinham - era o melhor. Novamente a coisa da rapadura me veio à mente. Colocar "Rapadura é Doce Mas Não é Mole Não", seria longo demais e clichê. Então pensei, rapadura é açucar puro, e se eu simplesmente colocasse Rapadura Açucarada, numa redundância bem absurda? Foi o que fiz.

Usei o Weblogger, que era do Terra, para construí-lo. Isso foi no dia 21 de novembro de 2002. Não sabia configurar praticamente nada e ele ficou bem "pelado". Continuava sem saber o que postar, mas não queria desistir dessa vez. Colocava piadas, algumas imagens e seguia em frente. O contador de visitas mostrava que ele estava indo bem, o que me animava. Mas, isso só acontecia, porque o pessoal do grupo UOL Cinema, era quem mais visitava. Só não desisti novamente por isso. Mas, por quanto tempo resistiria sem um rumo?

Este viria em breve. Aguardem. Antes, porém, o próximo artigo será sobre como eu descobri os scans e um novo mundo se abriu para mim.


9 comentários:

Questão disse...

eudes a lenda auhua

Prowler disse...

Eudes, eu acompanho o seu blog a muitos anos, desde o início e o Rapadura Açucarada, com certeza, foi o blog mais inspirador para muitos outros que surgiram logo depois.

Eu tinha um blog chamado Espinhaço da Jumenta e esse nome estranho tinha a mesma tendência, visava ser engraçado, humorado e que tinha como inspiração o Rapadura Açucarada.

Pros blogueiros e visitantes que acompanham o seu blog desde o início devemos agradecer muito pela contribuição a internet brasileira.

Um grande abraço.

Eudes Honorato disse...

Obrigado, Prowler. Ainda me és estranho que o blog tenha sido tao bem aceito, e ate servido de inspiração, mas eu gosto que tenha sido :)

Chesco36 disse...

Excelente trabalho.Parabéns!!!

Cine e Quadrinhos disse...

parabéns,eudes ! foi no rapadura que conheci o saudoso FARRA no qual entrei,participei e aprendi a arte da restauração de scan. e que venham muitos anos de sucesso!

Eudes Honorato disse...

heheheheh sim sim, o RA é o pai do FARRA, isso é inegável. Sem um não teria existido o outro. Obrigado.

João Deyvid disse...

Acompanho seu trabalho desde 2003, foi através do RA que tive meu primeiro contato com as scans de HQ, leio regularmente seus posts e hoje é como se te reconhecesse através de sua escrita, Parabéns ao RA e grande abraço Eudes!

opusdeeyvid.blogspot.com

Eudes Honorato disse...

Obrigado, JD! Vc é um verdadeiro veterano! :)

João Deyvid disse...

Ah, coloquei lá no blog seu texto sobre o aniversário do RA (sem sua permissão mesmo rs), aniversário é pra comemorar ; e parabéns ao Salmazo pela bela arte!

http://opusdeyvid.blogspot.com.br/

Business

category2