quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

X-Men: Os Filhos do Átomo


X-MEN: OS FILHOS DO ÁTOMO
Scans 2.0 by Eudes Honorato

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


Olhando hoje fica difícil de acreditar que a única revista dos X-Men que existia na década de 70 quase foi cancelada, tendo em suas páginas apenas histórias reprisadas e o grupo de mutantes relegado a fazer paticipações especiais em revistas como a Marvel Team-Up, publicação que reúne sempre dois heróis ou grupos de heróis.

Foram criados em 1963, por Stan Lee e Jack Kirby, naquela febre criativa que atingiu a Marvel e elevou a editora ao patamar do qual nunca saiu, se igualando à poderosa DC Comics. A premissa era um tanto quanto diferente dos muitos heróis que Stan Lee vinha criando: eles não seriam amados, e sim temidos e até mesmo perseguidos. Eram pessoas comuns que de repente descobriam ser mutantes, um novo passo na evolução humana. Isso certamente criaria ódio baseado em medo, inveja e ódio.

Talvez um tema tão delicado quanto alusão ao racismo tenha feito com que a equipe tivesse um começo tão atribulado ao ponto de quase ser cancelada. Hoje em dia os heróis mutantes tem quase que um título novo por semana, sem contar especiais, minisséries e etc. Já se tornaram desenhos animados, filmes, videogames e todo tipo de brinquedo.

A edição acima vem contar como tudo começou para os cinco adolescentes que fundaram a equipe sob os auspícios do, também mutante, professor Charles Xavier. A minissérie de seis edições, publicada aqui pela editora Abril como encadernado, foi escrita por Joe Casey, ilustrada por Steve Rude e Essad Ribic e arte-finalizada por Andrew Pepoy com cores de Paul Mounts.

Infelizmente a troca de Steve Rude por Essad Ribic na metade da minissérie causa uma quebra no ritmo da arte, que decai muito. A história não é nenhuma obra-prima, mas diverte. Mais adiante essas primeiras aventuras do grupo mutante seriam mais exploradas em X-Men: Primeira Classe, HQ que teria 24 edições.

Em X-Men: Filhos do Átomo William Metzger, líder de uma milícia anti-mutante, prepara uma ofensiva recrutando todo tipo de delinquente para lutar contra os mutantes. Enquanto isso, cinco adolescentes que descobriram seus poderes recentemente estão na mira do professor Xavier, para formar um grupo que possa vencer este ódio e lutar em favor de humanos e mutantes.


4 comentários:

TUBA disse...

Fala Eudes!

Tô baixando agora.Valeu faz muito tempo que não leio uma hq dos x-men!!

óqui.

Eudes Honorato disse...

:D

Anônimo disse...

Fala, Eudes, beleza? Primeiramente, meus parabéns por mais esse belíssimo scan. Como sempre mantendo a qualidade lá no alto. Mas, o motivo de meu comentário aqui é outro: é que hoje eu acabei de ler uma daquelas obras subestimadas, que até ouvimos falar, mas não damos a mínima; e, quando terminamos de ler, fica aquela sensação de indignação, de "como é que eu nunca tomei ciência disso antes?!". Confesso que nunca havia corrido atrás por puro preconceito, por se tratar de uma hq nacional (que para mim, raras exceções, é sinônimo de porcaria). Pois é... quebrei a cara, e logo fiquei com vontadde de correr atrás de toda a obra do autor. A obra em questão é "Diomedes: A Trilogia do Acidente", de Lourenço Mutarelli.
Vendo que não há sequer um scan do autor em toda a internet, pensei que seria muito legal (e um grande préstimo aos quadrinhos nacionais) se você pudesse escaneá-la e disponibilizá-la em seu blog. E, se você mesmo não leu esta, ou outras, obras do autor, corra atrás para ONTEM. Garanto que irá se surpreender. Fica a dica.


Abraços.

Eudes Honorato disse...

Eu comprei a Trilogia do Acidente e sim, não tinha lido antes pelos mesmos motivos que vc.

Agora, escanear é um dilema que nao se resolve facil. Autores nacionais que fazem obras como essas não ganham fábulas como um Jim Lee, e cia.

Quando faço um scan da DC, Marvel, sei que é impossivel que isso atrapakhe suas venda, já num caso assim, não sei bem.

Quem sabe mais para frente.

Business

category2