segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Graphic Album #06: Elektra Vive


GRAPHIC ALBUM #06: ELEKTRA VIVE
Scans 2.0 by Onomatopéia Digital

 photo 20131004_0001_zps651c6a74.jpg
Para baixar, clique aqui


Ufa! Estou de volta. Várias coisas acontecendo ao mesmo tempo me impedindo de postar os scans que quero, inclusive dois que recebi para restaurar, que comecei e não consegui terminar ainda. Então fiz este, com menos páginas, para que não ficássemos mais tempo sem as gloriosas HQs digitalizadas. Esta, aliás, era um edição que eu vinha correndo atrás fazia bastante tempo. Quando a encontrei numa loja on line, infelizmente, estava sem dinheiro para comprá-la e, claro, ela acabou sendo arrematada por outra pessoa. Os primeiros scans eram antigos demais e precisavam dessa recauchutada. Eu já estava sem esperanças de encontrá-la de novo, quando entrei no sebo de luxo que há aqui perto de casa.

Apesar de não ser especializado em quadrinhos, sempre vou lá para, quem sabe, encontrar alguma pérola escondida pelas mal-arrumadas HQs que lá estão. Não deu outra, assim que fui passando as poucas que lá estavam, e que eu já sabia quais eram de cor, eis que lá no fim, estava Elektra Vive, me esperando. O preço salgado me fez pensar que se eu tivesse pedido on line acabaria pagando frete então daria tudo no mesmo. Levei-a sem pensar duas vezes.

Eu nunca tive esta edição antes, e o primeiro scan não fui eu quem fez. Logo notei que era uma revista gigante! Um alarme soou na minha cabeça: não vai caber no scanner. Eu quase tive uma síncope, só de pensar isso. Mas, depois de medir, vi que era pouca coisa que ficava faltando, então dava pra escanear sim. Algumas páginas perdem o contorno, mas nada que atrapalhe. É um clássico necessário para o grande museu internético de quadrinhos digitalizados.

Como nunca havia lido essa graphic novel, aproveitei e o fiz, antes de escanear. Frank Miller e sua esposa e colorista, Lynn Varley, trazem o que deveria ter sido a última aventura da mercenária. Matt Murdock ainda pensando em seu amor perdido, assassinada pelo Mercenário, acaba por se ver às voltas com o Tentáculo e desconfia que ela possa estar viva. Mas, quem pode saber a verdade?

Uma aventura que mostra o quanto Frank Miller evoluiu desde seus primeiros passos na série do Homem Sem Medo. Elektra Vive era para deixá-la morta de vez, assim Miller pensava, mas a Marvel, anos depois, pensou de modo diferente. O que Miller achou disso? Ele disse apenas "deixem-nos arrastar o cadáver para lá e para cá".


5 comentários:

Allan Chaves disse...

Valeu Eudes, com certeza essa é uma grande contribuição para o mundo dos scans.

Eudes Honorato disse...

:D

Nano Falcão disse...

A Marvel decidiu considerar essa história "fora da cronologia". Por conta disso, Frank Miller NUNCA MAIS quis trabalhar pra editora. Será que valeu a pena, hein Marvel?

paulo luis teshirogi (malookat) disse...

Mas ele acabou voltando para fazer Demolidor O Homem Sem Medo.

Reginaldo dos Santos disse...

gostei muito do seu blog, as matérias são cheia de humor e informações, gostaria de estar também doando (se interessar) algumas revistas de minha coleção (umas 1000 ou 2000), qualquer coisa entre em contato! (marvel/ DC/ image...)

Business

category2