terça-feira, 5 de novembro de 2013

O Que Aconteceu ao Homem de Aço?


SUPERMAN: O QUE ACONTECEU AO HOMEM DE AÇO?
Scans by Hidok/Rapadura Açucarada/Onomatopéia Digital

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


Alan Moore realmente deixou sua marca na DC Comics. Não apenas em Monstro do Pântano, Batman: A Piada Mortal e Watchmen. Se John Byrne foi o cara que deu uma nova origem ao Superman, alguém precisava dar um fim a ele, e esse alguém foi Alan Moore. Nas duas últimas edições de Superman e Action Comics, antes da reformulação, Moore nos traz as duas últimas histórias do Homem de Aço, onde ele nos conta seus último momentos. Com a arte do lendário Curt Swan, o artista que mais tempo ilustrou as aventuras do Filho de Krypton e arte-finalizada por ninguém menos que George Perez, essas edições foram memoráveis.

O Brasil só teve acesso a tal material em 1991, na revista SuperPowers #21, da Editora Abril e depois em 2003 por uma editora que fez a "gentileza" de editá-lo em preto e branco. Com o tempo a Editora Panini publicou uma edição especial com todas as histórias (excetuando-se Watchmen e Monstro do Pântano) que Alan Moore produziu para a editora antes de deixá-la. Entre elas estava as duas parte de "O Que Aconteceu ao Homem de Aço?" Com o passar do tempo essa edição se esgotou e hoje em dia é bem complicado encontrá-la. Assim ficamos mais uma vez sem essa preciosidade. Até agora.


Image and video hosting by TinyPic
Capa de SuperPowers #21 publicada em 1991


Novamente a Panini trouxe à luz esses importantes contos do Homem de Aço, incluindo outros dois já conhecidos tanto da edição especial com Alan Moore, quanto de edições antigas que remontam à Editora Abril. São elas: "A Linha da Selva", um crossover com o Monstro do Pântano, onde o Superman é contaminado por um meteorito e "Para o Homem Que Tem Tudo", umas das melhores histórias já produzidas com o personagem, onde Mongul, um de seus inimigos, insere no peito de Kal-El uma planta alienígena que faz a pessoa entrar em um estado catatônico e viver uma realidade alternativa em que tudo acontece conforme ela sempre sonhou. Chegou até a ser transformada em episódio da Liga da Justiça Sem Limites, obtendo o mesmo sucesso.

Esta edição é para figurar entre a coleçção de todo fã do personagem ou todo fã de quadrinhos. Histórias que fazem com que ainda valha a pena ler gibi.


Image and video hosting by TinyPic
Capa da edição em P&B publicada em 2003


9 comentários:

Anônimo disse...

É impressionante a quantidade de ótimos lançamentos consecutivos aqui no RA!

Já li o especial da Panini com as histórias de Alan Moore na DC, mas não connhecia a edição especial "O que aconteceu ao Homem de Aço?".

Muito obrigado!

Scan Torrente disse...

tenho a versão física e agora a virtual, obrigado!

Franci23 disse...

Muito bom ver algo tão clássico assim, valeu demais.

Anônimo disse...

Contem muitas das poucas histórias do superman que valem à pena ler. Junte essa com A morte do Superman e O Retorno, e pronto! já leu o que tinha de interessante do homem de aço.
Obrigado Eudes.
PS. Man of Steel ficou do caralho. Me arrependo de não ter ido ao cinema.

Máq disse...

Mirror - http://goo.gl/KGdroj

Comprei esse encadernado. Ficou bem bom, apesar de ser material já lançado.

kirk972 disse...

Eudes, uso esta postagem, como poderia ter usado qualquer outra, pra dizer que...puta que pariu, que trabalho DO CARALHO você faz aqui. O FARRA era o único site em toda web onde eu me sentia realmente como uma criança com ingresso liberado pra todos os brinquedos. Era tanta coisa maravilhosa pra se ler que até me perdia...até foi a a primeira vez que paguei pra ter acesso rápido a um site de hospedagem. Aí veio aquele ataque. Fiquei feliz quando vi que tu tentou refazer o site. Quando vi que esta segunda tentativa caiu, foi muito triste. Pensei: agora deu, o cara nã volta mais. Se passaram uns anos, quando não foi minha surpresa, cruzo de novo com seu trabalho. Logo me lembrei de um dos raros sites deste tipo onde o texto do post somava prazer de ler além da HQ. parabéns mesmo. Acho que muitos não comentam, mas a sua iniciativa faz uma tremenda diferença.

Eudes Honorato disse...

Obrigado, Kirk. Tenho contado com ajuda aqui tb, em escala menos em relação ao FARRA, mas sempre bem vinda, como foi o caso desse post.

O FARRA foi ótimo, mas realmente era estressante demais, a velocidade de tudo lá e o volume era muuto maior. No final, foi um mal que veio pra bem (no caso pra minha saude).

O modo "devagar e sempre" tem se mostrado o melhor.

Lee disse...

Tenho muita saudades não só daquele Superman que foi enterrado em Crise nas infinitas Terras, mas também daquele universo como um todo, a Legião, o Superboy, o Luthor, Brainiac, Lana Mírian Lane(Até hoje não faço idéia de onde saiu o Louis Lane)Essas historias criadas por Alan Moore, pode-se dizer que foi um adeus com muita classe.

Eudes Honorato disse...

Lee, Lois Lane sempre foi Lois Lane, aqui no Brasil é que havia uma mania de abrasileirar os nomes e Miriam Lane foi uma dessas.

Quando surgiu Crise nas Inifinitas Terras, a editora Abril deu uma de esperta e para acabar com isso de Miriam Lane, disse que ela era a Lois Lane da Terra 2 (ou seja qual fosse aquela terra) e ela desapareceu.

Business

category2