sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Classics Illustrated #05


CLASSICS ILLUSTRATED #05: A ILHA DO DR. MOREAU
Scans by Onomatopéia Digital/Rapadura Açucarada

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


As impressionantes realizações literárias de H. G. Wells foram extremamente variadas, mas sua fama advém dos chamados "romances científicos". A Ilha do Dr. Moreau (1896) foi o terceiro da longa lista de escritos do autor precedidos por A Máquina do Tempo e O Visitante Maravilhoso (ambos de 1895) e seguido por obras como O Homem Invisível (1897), A Guerra dos Mundos (1898) e Os Primeiros Homens na Lua (1901). Com elas, Wells definiu um novo e popular gênero, conhecido hoje como ficção científica.

As fantasias do escritor sempre se distinguiram pelo sucesso de crítica assim como de público. Enquanto os leitores se deliciavam com as histórias imaginativas, os eruditos se interessavam pela mistura de sátira - advertência sobre o perigo dos novos avançoes científicos - e previsões de mudanças sociais. As preocupações do romancista nestas duas áreas brotou dos grandes debates cietífico-religiosos do século XIX, nos quais a ética e a moral eram questionadas.

Wells tomou uma posição intermediária nessa luta filosófica. Ele apostava na ordem social, embora considerasse que a humanidade deveria estar pronta para abandonar velhos sistemas a fim de alcançar um padrão mais elevado de existência. Esse conflito é o que torna A Ilha do Dr. Moreau tão envolvente, tão assustadora - um "milagre atroz", como definiu Jorge Luis Borges.

A promessa da ciência de uma vida melhor é destroçada quando Moreau, um homem de lógica intransigente, abusa de seus conhecimentos. Ao mesmo tempo, a ordem social da ilha se desfaz quando suas criaturas irracionais não conseguem reconhecer na estrutura cultural a fonte de sua miséria. Para sobreviver, argumentava Wells, devemos considerar cuidadosamente os efeitos poteciais de qualquer ação ou inação.

Apesar de ser negra sua visão em A Ilha do Dr, Moreau, nela permanece uma luz, uma advertência - uma lição. (Fonte: página 2 da própria HQ).


2 comentários:

Scan Torrente disse...

obrigado!

Scan Torrente disse...

Euder,

Será que tem como reupar a Bizarro comics?

http://rapaduradoeudes.blogspot.com.br/2010_12_19_archive.html

Abç

Business

category2