segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Daytripper


DAYTRIPPER - MOON & BÁ
Scans by Onomatopéia/Rapadura


Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI


Sinopse: Brás de Oliva Domingos tem só mais um dia de vida. Pode ser o dia em que ele conhece seu grande amor. Pode ser durante sua grande viagem da adolescência. Pode ser o dia em que ele começou a entender a família. Pode ser quando ele decidiu ajudar seu melhor amigo. Pode ser na velhice.

Os grandes momentos da vida, a família de onde você vem e a família que você constrói, ser filho e ser pai, ter amor e ser amado. No trabalho de maior sucesso dos brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá, toda uma existência é contada em dez capítulos - dez dias - sob a sombra constante (e mágica) da morte.

A minissérie ganhou os prêmios Eisner e Eagle, além de ter sido indicada ao Harvey e ao Shel Dorf Awards e ficado duas semanas na lista de coletâneas em quadrinhos mais vendidas do The New York Times. É a HQ brasileira de maior sucesso que já se viu no exterior.


6 comentários:

Pigs in Maputo disse...

Eudes, eu acompanho seu blog faz bastante tempo - porque você disponibiliza umas pérolas por aqui! Muito obrigada! (Outro dia li Cinder & Ashe, já estava à procura daquelas duas revistas há ANOS!)

Não tenho como agradecer. Eu faço quadrinhos por hobby, se quiser baixar de graça uma revista que fiz (mas está em inglês no momento), o link está aqui:
https://gumroad.com/l/OdaMu

Abraços,
Iris

FLAVIO SAMPAIO disse...

Eudes, O Mago dos Scans ataca novamente, e nós continuamos nos beneficiando de sua inspiração, disposição e doação sem limites, obrigado!

Magnetar disse...

Ela tem historia e criadores daqui, mas apesar de tudo essa HQ não é brasileira como diz na sinopse. Ela saiu 1ª la nos EUA.

Anônimo disse...

Magnetar,

Creio que ele chamou de HQ brasileira por ter criadores brasileiros e não por ter sido lançada primeiro no Brasil.

Lupus.

Warrior disse...

Eudes, você é phoda cara!

cicero disse...

Baixei e li. Uma obra bastante única em HQ, por não ter absolutamente nenhum apelo ao extraordinário. Apenas vidas praticamente como elas são. E mesmo assim encanta e comove. Mais uma vez, valeu, Eudes.

Business

category2