quarta-feira, 9 de março de 2016

Replay: Slash


SLASH: O GUERREIRO DO APOCALIPSE - 03 ED. 
Digitaliação e Restauração by Onomatopéia Digital

Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic
PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Slash - O Guerreiro do Apocalipse é mais um scan 2.0 dentre tantos que ainda precisam ser feitos. Um quadrinho clássico como esse, publicado pela editora Abril, no auge das minisséries e graphic novels, não poderia continuar tendo um scans apenas razoável.

Slash Maraud vive em uma terra dominada por alienígenas. Esta condição já dura anos, e a Terra já foi praticamente colonizada. A resistência aos aliens é praticamente nula, até que Wild Blue convence Slash a liderar uma revolução contra os invasores. Para que tenham êxito precisam encontrar o Dr. X, que não é ninguém menos que um dos invasores que se arrependeu do que estão fazendo com a Terra e se dispôs a reverter o processo de colonização de nosso planeta.

Porém, Wild Blue e Slash são apenas dois, e eles precisam de um exército. Caminhando por um EUA devastado eles encontram os mais improváveis aliados, sejam damazonas, uma gangue de mulheres, ou mesmo uma gangue liderada por um jovem fã de Elvis Presley. Quanto mais o "exército" cresce, mais a chance de sucesso parece possível. Ainda assim, os alienígenas contam com um novo líder, que substitui um cansado Kargh, que vinha deixando os humanos em paz, acreditando que em pouco tempo eles mesmo se destruiriam. O novo líder não pensa assim e parte para o ataque.

Doug Moench e Paul Gulacy foram parceiros por muitos anos criando as aventuras do Mestre do Kung Fu. Assim sendo, os dois tinham mais do que uma química já comprovada, que transbordou nas páginas de Slash. Aventura, romance, humor, sarcasmo e ação são a tônica dessa HQ que traz referências a muitos clássicos do cinema, como Mad Max, Psicose, O Massacre da Serra Elétrica, entre outros. É literatura despretensiosa e divertida. Afinal, para salvar o mundo é preciso ter disposição e humor.

3 comentários:

Adilson Oliveira de Moraes disse...

Muito boa a história, pra quem ainda não leu eu recomendo.

Eudes, essa é a versão em preto e branco que saiu no Brasil ou a versão colorida original?

Um abraço e continue nos brindando com essas pérolas!

Eudes Honorato disse...

Preto e branco.

Cicero disse...

História simples e divertida, que lembra muitos enredos de cinema e HQ vistos antes e depois. Me lembrou muito o clima daquele filme "Ruas de Fogo". Valeu pela postagem.

Business

category2