segunda-feira, 14 de março de 2016

Scans Que Eu Li: Legado de Júpiter

LEGADO DE JÚPITER - LIVRO UM
Tradução e Letras: Guardiões do Globo/Só Quadrinhos/ArteHQ



PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI


Acho que eu não via algo de Mark Millar e Frank Quitely juntos desde o portentoso arco que fizeram de The Authority. Se qualquer coisa que Millar já é digno de uma olhada, em parceria com Quitely, isso torna mais urgente fazer isso. Foi exatamente o que eu fiz: parei tudo e fui ler Legado de Júpiter.

Logo percebi uma coisa que foi ficando cada vez mais evidente: era uma releitura de Superman, coisa que Millar parece estar ficando habituado, haja visto o ótimo Superior. 

Sheldon Sampson guia um grupo de pessoas, entre elas seu irmão e namorada, até uma ilha que viu em um sonho, isso na década de 30. Tal viagem acaba por conceder superpoderes a essa pessoas, sendo que Sampson se torna o maior de todos os super-heróis, Utópico. 

Nos dias atuais, os flhos desses super-heróis são o equivalente aos filhos fúteis de grandes astros do cinema, sempre vivendo à sombra dos mesmos, tendo sido negligenciados por causa da carreira dos pais. Chloe e Brandon sãos os filhos de Sampson. 

Já o irmão de Sampson, Walter, acha que como super-heróis eles devem se envolver mais nos assuntos políticos de seu páis, para tentar tirá-lo da crise econômica, entre outras coisas. Sheldon Sampson discorda, e como uma espécie de líder por natureza, deve ser obedecido. Walter se ressente disso. 

O Utópico é bem parecido com o Superman, não só pelos poderes, como também pela índole. Procura deixar que os humanos comuns sigam seu próprio caminho, e não quer tomar se tomar as rédeas do poder apenas porque pode fazer isso. Ele e a esposa são os únicos super-heróis que ainda usam uma identidade secreta. 

Porém, a relação entre todos eles está para entrar em colapso, e os pivôs dessa mudança serão Chloe e Brandon. Nada mais será como antes. 




Um comentário:

Anônimo disse...

Cara, to adorando a leitura

Business

category2