segunda-feira, 18 de abril de 2016

Dias de Meia-Noite

NEIL GAIMAN: DIAS DE MEIA-NOITE
Digitalização e Ajustes Renato P. para o Rapadura Açucarada

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Era a década de 80 e Neil Gaiman havia parado de ler quadrinhos há muito tempo, por não encontrar nada mais que o empolgasse. Foi quando caiu em suas mãos um a edição de O Monstro do Pântano escrita por Alan Moore. Ele não apenas voltou a ler boas histórias, como decidiu que também iria produzi-las.

Fez amizade com o barbudão mais esquisito dos quadrinhos e pedia dicas de como fazer um bom roteiro. Quando fez seus primeiros, apresentou a Moore para avaliação. Assim, acabou chegando à editora da Vertigo Karen Berger. Sua primeira história - Jack The Green - não foi publicada.

Então, Gaiman fez Orquídea Negra, Livros da Magia e Sandman e se tornou um ícone dentros dos quadrinhos de fantasia. E fez algumas histórias curtas durante esse tempo. Em 1999, Karen Berger resolveu reuni-las em um encadernado e, para arreematar, entrou em contato com Gaiman e disse que podiam incluir aquele primeiro roteiro rejeitado, Jack The Green. A pequena história teve a colaboração do time que fez Gaiman voltar a ler quadrinhos: John Totlebeen, Steven Bissete e Tatjana Wood.

Mas, antes de 1999m em 1989, ele trabalhou no Anual do Monstro do Pântano daquele ano, escrevendo duas histórias, uma sobre o retorno de um personagem muito estranho, chamado Irmão Poder (um boneco de pano que é acertado por um raio e ganha vida) e uma história curta do Florônico desenhada por Mike Mignola. 

Em 1990 fez uma história de John Constantine, já publçicada nos encadernados que aqui foram postados do personagem: Abraço. Os desenhos são de seu colaborador assíduo Dave McKean. 

Para completar, Gaiman faz parceria com Matt Wagner, o roteirista de Sandman: Teatro do Mistério, personagem no qual o Sandman de Gaiman foi inspirado. Um encontro entre os dois personagens acontece em Sandman Teatro da Meia-Noite, com ilsutrações de Teddy Kristiansen.

Como bonus, temos os desenhos de Sergio Aragones para as itroduções de uma coletanea que Gaiman escreveu. Divirtam-se com mais essa digitalização do amigo Renato. 


4 comentários:

raimundo disse...

Traindo meu cronograma deixei pra trás prioridades e de um folego só consumi essa edição.manjar dos deuses.percebo agora que Renato faz parte do time.do time que amam hqs com conteúdo,como toda essa confraria que também ama o RA.mas poucos comentam.coisa que o mestre nem se liga na sua simplicidade.só agradecimentos ao Renato e paz ao mestre no seu discernimento de qual scan mandar pra galera.

Eudes Honorato disse...

Sim, o Renato realmente gosta de quadrinhos, pois isso fica patente no que ele escolhe para fazer e como ele faz. E essa ajuda foi mais do que bem-vinda.

Anônimo disse...

Obrigado. Baixei e lerei no fds, curioso mas certeza que é ótima hq

Filipe Aguiar disse...

Cara, descobri teu blog a mais de uma década, acho. E por ele descobri minha paixão por Neil Gaiman e Sandman, tanto que tenho com carinho as edições encadernadas e os livros dele. Mas tudo começou com scans que eu baixei aqui e por isso nada mais justo que deixar o meu sincero OBRIGADO.

Depois de anos resolvi passar aqui de novo e vi que você tá refazendo os grandes clássicos e já tratei de baixar pra ler no conforto do meu iPad. Muito legal seu trabalho e dedicação.

Business

category2