terça-feira, 5 de julho de 2016

The Dead Will Walk

THE DEAD WILL WALK - 2004
DVDRip/AVI/Legendas Embutidas/74 min./752 MB
Fonte: Blog Space Monster

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI 

Lá pelo início da década de 80, quando eu tinha meus 12 anos, ia ao único cinema que existia por perto: o Cine São Francisco. Talvez por ser em um lugar esquecido por qualquer um que se importasse com regras, o dono permitia que praticamente qualquer um com quase qualquer idade pudesse entrar para ver que filme fosse, de terror a pornôs. Sim, eu frequentei bastante.

E, foi neste abençoado cinema, que vi meu primeiro filme de terror com zumbis, o excelente Zumbi: O Despertar dos Mortos. Filme este que eu nunca mais esqueceria por toda a minha vida. 

Obviamente não foi na estréia, já que o filme era de 1978. O cinema, por ser bem poeira, só passava filmes há muito esquecidos e que deviam sair a preço de Banana. Entre os clássicos que lá assiti, estão Histórias Que Nossas Babás Não Contavam, Barracuda, Os Pivetes de Kátia, e outras preciosidades que o tempo esqueceu. 

Assim, não foi apenas sobre sexo que aprendi no Cine São Francisco, mas sobre o terror, também. Até então, o máximo de horror a que eu fui exposto tinha sido O Abominável Dr. Phibes e A Mosca da Cabeça Branca, na TV. 

O título e o cartaz chamavam a atenção, e eu ainda vacilava, pensando se devia ou não entrar e assistir. Parecia algo medonho e, para meu azar (e sorte) era mesmo. Apesar de cenas mais repugnantes como a dos intestinos sendo arrancados, a cena que mais me marcou foi a da mordida no ombro de uma mulher. Por mais estranho que pareça, aquilo pareceu realmente doloroso e real. Nunca esqueci. Não lembrava o nome de nenhum ator e nem do diretor, mas lembrava da cena do pedaço do ombro sendo arrancado. 

O fato de se passar todo dentro de um shopping também era algo diferente para mim. Não eram apenas zumbis que eu nunca tinha visto também, eu também não sabia o que era um shopping center. 

Apenas muitos anos depois, já adulto é que soube que aquele era o segundo filme de zumbis do diretor, considerado o pai deste tipo de filme. Não me tornei um aficcionado pelo gênero, mas fazia parte dos filmes que eu passara a gostar. 

O documentário (ou Making Of) disponibilizado pelo Blog Space Monster é algo que eu não esperava encontrar quando entrei hoje, na Internet. Pensei, tenho que assisti-lo ainda hoje e compartilhar. E foi o que fiz.

É interessante ver as entrevistas não apenas com o renomado diretor, mas com praticamente todos os atores do filme e alguns tantos zumbis que ainda estavam vivos em 2004, ano da produção. Para um filme de terror que ainda suscita alguns pesadelos, o clima da produção é de pura festa, por assim dizer. Um filme feito no braço.

Assistir ao documentário fez com que eu passasse a ter mais carinho por algo que marcou minha pré-adolescência e que, de certa forma, marcou a minha vida, sendo um daqueles pontos imutáveis no tempo (sim, culpa de Dr. Who). 

Ainda consigo lembrar de sair do cinema, para a luz do dia, meio anestesiado e extasiado. Com um sentimento de ter vencido uma barreira. Agora eu era adulto... mais uma vez. Assim eu me sentia. 





Nenhum comentário:

Business

category2