sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Crise nas Infinitas Terras

CRISE NAS INFINITAS TERRAS - EDIÇÃO DEFINITIVA
Digitalização: Eudes H. - Ajustes e Junção das Páginas: Alan Bishop
Uma co-produção HORDA SCANS e ÐØØM™ SCANS

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI
LINK ALTERNATIVO AQUI

Eu tinha uns 16 anos quando a Crise começou. A mãe de todas as sagas foi publicada aqui, pela primeira vez, nas revistas em formatinho dos super-herói DC publicadas pela Editora Abril, durante o ano do Senhor de 1987, dois anos após ter sido publicada nos EUA. As revistas eram Super-Homem, Novos Titãs e Superamigos.

Aliás, era uma época e tanto: além dos incríveis Novos Titãs de Wolfman e Pérez, tivemos também a soberba Camelot 3000, de Mike W. Barr e Brian Bolland e, juntamente com Crise, líamos O Monstro do Pântanpo repaginado por Alan Moore. Mas, Crise, nossa, Crise mudaria tudo, falando no sentido mais literal. 

Para um jovem de 16 anos, acostumado a ler aqueles quadrinhos pacatos da Era de Prata, em que os super-heróis "morriam" e estavam de volta á vida antes do fim da história, pois na verdade não tinha realmente morrido, Crise era quase traumático. E, para piorar, meu super-herói preferido da editora - depois do Super-Homem - era o Flash de Barry Allen. É, vocês sabem do que estou falando. 

Havia algo de pungente na minissérie. Cada novo capítulo era como ser jogado no olho do furacão... e pelado. Nós realmente sentíamos as perdas, nos preocupávamos com cada um dos super-heróis, como se estivesse mesmo desaparecendo para sempre. E, até aquele momento, estavam.  A barreira de anti-matéria parecia ter um signifcado mais subjetivo na vida dos leitores: seria ela a vida adulta, destroçando tudo que você viveu em sua infância? Para alguém que estava saindo da adolescência e começando a dar os primeiros passos para a vida adulta, poderia ter esse significado. Mas, claro, eu não pensava em nada disso. Eu só queria que as próximas revistas chegassem logo às bancas.  



Lembro perfeitamente, como se fosse agora, do momento em que comprei esta Superamigos acima, que tem a Mulher-Maravilha em destaque na capa. Eu estava indo com minha mãe, minhas duas irmãs e meu irmão à casa de algum parente em uma parte distante do Rio de Janeiro. No caminho me deparei com uma banca e lá estava a revista. Não pensei duas vezes e comprei. 

Quem disse que eu esperei até chegar em casa para ler? Eu entrei no novo capítulo de Crise e simplesmente fui lendo enquanto andava até onde a gente estava indo. Quem olhasse para minha cara, enquanto eu lia, provavelmente pensaria que eu estava mirando cadáveres em decomposição, tal era a cara de espanto que eu fazia. 

Depois que a saga terminou, todos sabem que acontece, mas eu vou dizer assim mesmo: a DC reformulou seu universo e seus personagens, como nunca havia feito antes. Super-Homem, Mulher Maravilha, Batman e vários outros, tiveram suas origens recontadas e passaram a viver como se tudo antes de Crise nunca tivesse acontecido. 

Isso levantou alguns problemas, como por exemplo: quem se lembrava de Crise? Alguém lembrava de Barry Allen? Ele nunca havia existido? Entre outras perguntas.

 

Com o tempo, tais questões acabariam por dar pano pra manga para outras tantas sagas, algumas delas diretamente citando Crise nas Infinitas Terras, no entanto, nenhuma delas se igualando. 

As reedições de Crise ainda eram mais esperadadas do que outras sagas. A Editora Abril lanço uma série de três encadernados, mas ainda no famigerado formatinho. Demoraria alguns longos anos para que víssemos Crise em formato americano, nas mãos da Editora Panini em duas edições, já com a capa desenhada por Gorge Pérez e Alex Ross. Mais um bocado de anos depois, chegou a Edição Definitiva, que é esta postada aqui. 

E, mesmo depois de tanto tempo, - quase 30 anos depois - quando releio a saga, parece que sou aquele adolescente de novo, que estava no meio da rua, com mãe e irmãos andndo a sua frente, enquanto eu estava lá atrás, perdido em um lugar onde mundos e super-heróis estavam lutando e morrendo. E eu lutava e morria junto com eles. 


Uma amostra da magia de Alan 
Bishop.  Manja só!



43 comentários:

Leitor Degibi disse...

Fenomenal!
Muito agradecido Eudes e Alan

Ronaldo Albuquerque disse...

Obrigado, obrigado, obrigado.... Você é O cara Eudes!!!!!

Daniel de Marins disse...

Não ligava muito pra DC, mas comecei a ler Crise justamente nessa edição de Superamigos com a Mulher-Maravilha na capa, também lembro como se fosse hoje a manhã chuvosa em que a comprei a caminho da escola.

Thiago Navarro disse...

Uau!

Adriano Antônio disse...

Infinitos Obrigados!!!

Felipe disse...

Muito Obrigado!!!! Conheci esse blog pouco tempo e estou impressionado com a qualidade das scans. Parabéns aos envolvidos nesse trabalho sensacional!!!
Pretendem lançar mais histórias do monstro do pântano, como a monstro do pântano - raízes vol.2 lançada pela panini?

Felipe disse...

correção... que será lançada kkk

Fernanda Feltrin disse...

Eudes, você tem a hq "Batman - A Piada Mortal"?
A edição da Panini que foi lançada ano passado.
Essa aqui https://www.amazon.com.br/Batman-Piada-Mortal-Alan-Moore/dp/8573515473/ref=sr_1_30?s=books&ie=UTF8&qid=1481350248&sr=1-30
Eu queria tanto ela mas somente encontro aquela antiga da abril.
O preço dela tá ótimo, mas é que eu queria digital mesmo pra ter na nuvem sempre que eu quiser ler.

Kryptonian disse...

Eudes, acompanho seu blog há uns anos, acho que esse scan foi a sua capela Sistina! Quase 1 Giga de scan, deve ter dado um trabalhão. O padrão de qualidade sempre melhorando a cada novo scan. Parabéns, mais uma vez. Agora, uma curiosidade, as páginas duplas estão impecáveis, o que me deixou com a seguinte, dúvida: essas páginas teriam sido retiradas de alguma versão digital americana ou você aperfeiçoou a técnica? Por fim, eu tenho uma versão digital americana dos crossovers Marvel x DC, aqueles primeiros encontros do Superman com o Homem-Aranha, Batman x Hulk... se for de interesse, posso disponibilizar o material. Por fim, grande abraço e mais uma vez, MUITO OBRIGADO!

Eudes Honorato disse...

Kryptonian, quem uniu as páginas foi o Alan Bishop. Fazer do scan americano eu teria que re-letreirar e levaria mais tempo ainda. Mesmo motivo pelo qual não posso aceitar os scans que oderece, estou sem tempo de leetreirá-los. Mas, obrigado assim mesmo.

Eudes Honorato disse...

Fernanda, eu não tenho essa edição de A Piada Mortal.

rone disse...

Essa foi uma época de HQs memoráveis. Ao contrário de hoje onde só se faz reboots e cópias de crise.

Kryptonian disse...

Eudes, a sua resposta sobre as páginas duplas e seu artista ( Alan Bishop ) chamou minha atenção para a informação que já estava no post.

Alan, você não é mágico, é bruxo...ha ha ha

Foram as melhores páginas duplas que já vi! No post, ainda apareceu o detalhe do "machucado" na página separada.

Parabéns a todos os envolvidos!!!

Todas as versões dos scans lançados no Rapadura para mim passam a ser as definitivas.

Abraços.

Ronaldo Albuquerque disse...

Ah e obrigado também Alan!!!

hugo disse...

Bravo!! Bravissímo!! :)

Anônimo disse...

Obrigado, incrível trabalho.

Manoel Almeida disse...

Caro Eudes, trabalho incrível, muito obrigado.

Deve haver uma forma de descolar as páginas dos encadernados, sem precisar rasgá-las. Vou descobrir e postar aqui no comentários.

A propósito, como as partes danificadas da arte foram recuperadas? Imagino que tenha sido usado mais de um arquivo...

Grande abraço.

Anônimo disse...

parabéns, fico até sem ter o que dizer, que você receba em dobro todo o esforço que faz para ajudar o próximo.

Helder Colombini disse...

Muito obrigado de verdade, Eudes! Não tenho palavras para descrever o quanto o seu trabalho é significativo para os amantes de quadrinhos! Reverências a você, meu amigo!

Levi Eliseu disse...

Jamais me esqueci das últimas palavras da minissérie na boca do Pirata Psíquico jogado e encolhido no canto de um quarto vazio dizendo algo mais ou menos assim: "Eu sou o único que ainda se lembra das infinitas terras...e o meu grande amigo, o Anti-Monitor...ele ia dar um mundo só para mim...que pena que ele sumiu, que pena!eu gosto mais do passado, eu juro, prefiro o passado ao presente... hoje em dia, nada mais é como antes, não dá nem para saber quem vai viver e quem vai morrer. Enquanto falava, o desenho do George Peres ia se até parecer o globo terrestre como o último quadro.

Without Soul disse...

obrigadão

Anônimo disse...

u-a-u!!!

Cicero disse...

Uma forma épica de encerrar o ano. Mais uma vez, muito obrigado, Eudes.

Anônimo disse...

Eita, quase 1GB. Pena que comecei nos quadrinhos agora, não estou preparado para ler essa obra. :/

Edson Tayrone disse...

obrigado por esse presente de natal.

João Mauricio de Almeida disse...

Muitíssimo Obrigado!!!! Só nos resta a agradecer!

Edney Alan Ferreira Moraes disse...

Tenho 41 anos, leio hq desde 1983 e para mim não há nenhuma série que se compare a crise. Com o passar dos anos perdi as 12 edições lançadas em formatinho em 1987. Obrigado pela oportunidade de poder reler essa fantástica saga.

Paulo Eduardo Borborema disse...

Nunca tinha lido essa saga completa por falta de um scan decente.
Dessa vez vai.
Muito obrigado, Eudes, pelo presente de Natal antecipado, hahah.

Anônimo disse...

Ulisses Grego,

Olá Eudes e Alan Bishop,
Parabéns pelo ótimo trabalho de digitalização de CRISE.
Os amantes da nona arte vão agradece-los até o fim dos tempos, com esse scan a arte de George Pérez que é linda ficou exuberante !!
Caso Marv Wolfman e Pérez tivessem acesso ao trabalho que fizeram, penso que iriam agradece-los ou até mesmo condecora-los !!
O rapadura é um dos maiores incentivadores na divulgação desse conteúdo pelo qual tenho admiração paixão, seja qual for a denominação ... hq, banda desenhada, manga ou fummetti !
Vida longa ao rapadura ...

Ronaldo Albuquerque disse...

É, parece que ele está dizendo como ia ficar a situação dos quadrinhos de uma forma geral... Hoje em dia a qualidade das histórias caiu muito, infelizmente....

Anônimo disse...

já tentei baixar esse scan 4 vezes, mas o tamanho dele,dificulta muito o download. nao sei porque, decidiram que o scan deveria ter incríveis 785mb,poi tenho scan aqui, com 100mb com ótima qualidade.

Kryptonian disse...

Cara, é cada um.... O cara usa esse espaço para criticar essa obra de arte...

Edson Tayrone disse...

realmente é um scan super pesado.nem todo mundo tem internet rápida.

Edson Tayrone disse...

nao poderia lançar um scan mais leve? om 100 ou 200mb?

Eudes Honorato disse...

Edson, use um gerenciador de download ou até mesmo o que ja postei aqui do proprio mega

http://rapaduradoeudes.blogspot.com.br/2016/11/megadownloader.html

Não dá pra fazer um scan de varios tamanhos, não sem ter um trabalho a mais, e já temos bastante trabalho por aqui.

Edson Tayrone disse...

eu nao estou criticando a obra em si, mas sim o tamanho dela acho 785mb muito pesado pra um scan. tenho baixado scans do site AQUILES GREGO ,todas no formato MASTERWORKS, com uma qualidade ótima e nenhuma delas ultrapassa os 50mb.

Edson Tayrone disse...

ontem foi o aniversário da morte de walt disney,outro gênio criativo dos quadrinhos, nao poderia postar algum livro sobre a vida dele e suas obra?

Edson Tayrone disse...

eu descobri uma coisa pelo MEGA eu consigo baixar arquivos a ótimos 2mb\s ,enquanto que pelo MEDIAFIRE, nao passa de 40\kb\s.você nao poderia postar esse scan no MEGA,assim teríamos dois links e duas formas de baixar o scan, sem precisar ficar preso ao mediafire.
OBRIGADO PELA ATENÇAO E PACIÊNCIA. QUERO MUITO BAIXAR ESSE GIBI.
EDSON TAYRONE RECIFE\PE.

Eudes Honorato disse...

Edson, esses scans de 50 MB tem 450 páginas?

Edson Tayrone disse...

OBRIGADO POR ME OUVIR.

Edson Tayrone disse...

desculpe o erro , os scans do site AQUILES GREGO tem em média 64 páginas.

Edson Tayrone disse...

OBRIGADO POR POSTAR UM LINK ALTERNATIVO NO MEGA.

Edson Tayrone disse...

OBRIGADO PELA ATENÇAO E PACIÊNCIA. O SITE REALMENTE SE PREOCUPA EM OUVIR E NA MEDIDA DO POSSÍVEL, ATENDER OS PEDIDOS DOS LEITORES E SEGUIDORES.

Business

category2