sábado, 24 de dezembro de 2016

Harvey Birdman, Attorney at Law

HARVEY, O ADVOGADO
TVRip/AVI/32 Episódios/Áudio em português/Sem
legendas/10 minutos/120 MB em média cada

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Harvey, o Advogado era, sem sombra de dúvida, minha série favorita das que passavam no Adult Swim do Cartoon Network, antes de eu descobrir Archer. 

Quando vi os primeiros episódios eu não conseguia acreditar no tanto de non sense que a série levava aos desenhos clássicos de Hanna-Barbera sem poupar ninguém. 

O primeiro episódio já dava o tom do que seria esta série animada. Roger "Race" Bannon e o Dr. Benton Quest entram em litígio para cobseguir nada mais nada menos que a guarda de Johnny Quest e Hadji. 

Já fica implicitamente explícito o que a animação quer que pensemos que Bannon e o Dr. Quest são e, isso é tão natural que vc diz: "Como não pensei nisso antes?", ou talvez tenha pensado. 



Daí para diante é um desfile de personagens que fizeram parte de nossa infância vivendo as situações mais bizarras - ou talvez realistas - que possamos imaginar. Nem mesmo os Superamigos são poupados, mas, a Warner só liberou o Chefe Apache para a devida achincalhação. 

Cabe aqui uma confissão: eu não tinha muita paciência com os desenhos da Hanna-Barbera, mesmo quando era criança. Com o tempo logo me cansavam. Os de super-heróis eram os que mais me causavam isso, já que as histórias não tinham muito para onde ir. Harvey, o Advogado era como uma redenção a isso, já que é impossível você saber qual loucura virá no próximo episódio. 

O desenho serve também para lembrar como é vasta a teia de criações da dupla Hanna e Barbera. Parece algo infinito. Desde Devlin, o dublê - que aparece já velho e gordo - até Chispinha o buggy falante. 

As piadas não são nada inocentes e acontecem coisas durante cada episódio que não tem a mínima ligação com nada, ou tem e você é que não está prestando atenção o suficiente. Mas, o fato é que não fica monótono. 

Das animações do Adult Swim na TV fechada brasileira, este deve ter sido o que chegou mais perto de passar completa. Dos 39 episódios, foram ao ar 32. Aleluia!




3 comentários:

Nano Falcão disse...

Já eu sempre fui fã da hanna-barbera na minha infância. Eles eram o anti-disney. Mickey era meigo, Donald arrumado, Pateta boa praça. E as princesas, argh, me davam vontade de vomitar.

Na Hanna-Barbera nós tinhamos um gato trambiqueiro, verdadeiro chefe de quadrilha; Zé colméia era um urso que ROUBAVA cestas de piquenique, um comportamento nada exemplar para crianças. Ollie Gator também era um fujão que não queria ficar no zoológico; Outro trambiqueiro era o Fred Flinstone, o machista original, hoje em dia tenham certeza esse desenho jamais seria permitido ser transmitido; E a turma do Scooby Doo me ensinou que fantasma e assombração era coisa de picareta querendo dar um golpe - muito antes do Padre Quevedo ficar famoso.

O número de séries realmente parecia infinito. Pouca gente lembra do "fantasminha legal", uma espécie de turma do scooby que tinha um fantasma da revolução americana no lugar; Peter Potamos (que é um dos coadjuvantes da firma de Harvey) e Tico-Mico e sua máquina do Tempo; Oliver, o eterno otimista, e Hardy, o eterno pessimista ("oh vida, ó azar); e tantas outras que não vou me estender por aqui.

Harvey o Advogado explora muito bem piadas internas entre os fãs: que Roger Ace e o Doutor Bannon eram um casal gay; Que Zé Colmeia e Catatau também eram gays (o episodio de Una bomber pelo menos mostra que Catatau é...); Que Salsinha e Scobby fumavam maconha, por isso viviam rindo o tempo todo e com larica o tempo todo e ainda assim eram magros; Que os esquemas de Fred Flinstones podiam ter outra interpretação; E assim por diante.

Um belo presente de natal Eudes. E a propósito... "Você pegou aquela coisa? aquela coisa que eu deixei pra você?" (sempre rio dessa piada recorrente)

Anônimo disse...

Claro que só liberaram o Chefe Apache para achincalhação, afinal ele é um nativo americano e como tal não basta ser morto, ter as terras roubadas, a fonte de alimentação destruída e ser colocado em guetos em desertos insalubres, precisa ser destruído simbolicamente pelos porcos capitalistas através de suas ridículas produções culturais insossas.

Abaixo a repressão.

Nano Falcão disse...

Na verdade o Chefe Apache não foi o único "liberado", o Vulcão Negro aparece em mais de um episódio, por exemplo.

Na verdade, não foi a Warner/DC que liberou, o que acontece é que Chefe Apache, Vulcão Negro, El Dourado e Samurai, foram personagens CRIADOS pelos proprios estudios Hanna-Barbera para o desenho Superamigos, e portanto pertencentes ao próprio - mais uma vez que HB também é da Warner, assim como a DC, está tudo em casa. Mas acredito que é muito mais fácil pra um desenho com autorização pra usar personagens só da Hanna-Barbera usar os personagens proprios do que pegar um da DC. Por isso os outros não foram "liberados".

Business

category2