quarta-feira, 12 de abril de 2017

Making of Blade Runner

DANGEROUS DAYS - MAKING BLADE RUNNER - 2007
DVDRip/MP4/Áudio em inglês/Legenda fixa em
português/216 minutos/680 MB

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Eu não lembro quando assisti Blade Runner - O Caçador de Andróides pela primeira vez. Também não lembro qual das versões assisti primeiro. Provavelmente não foi a do cinema. 

Blade Runner, como todos sabem, é baseado no livro de ficção-científica de Philip K. Dick, Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas, onde um detetive é encarregado de caçar andróides fugitivos. 

O filme pega a premissa básica do caçador de andróides que vive num futuro distópico e transforma um livro em uma obra-prima do cinema que, digo sem medo de afirmar, supera o livro. Só vi isso acontecer outra vez com Forrest Gump. 

Mas, Blade Runner não foi uma produção tranquila. Tão conturbada e portentosa que foram necessárias três horas e meia de documentário para explicar como foi dado a luz tal obra. 

Fracasso de público e crítica, veio a ser idolatrado com o passar dos anos e com o advento do video-cassete. Hoje em dia é considerado um filme que influenciou o cinema de ficção científica e o gênero cyber-punk. 

Diretor e produtores discordavam de como o filme deveria ser montado e, até mesmo, fizeram Harrison Ford gravar uma narração em off. Com o tempo, a versão do diretor retirou a narração e acrescentou outras coisas que os produtores cortaram. 

O importante é que, depois de 35 anos, Blade Runner continua relevante, seja em que versão for. Espero que isso não seja destruído com a continuação que está para vir, com Ryan Gosling, Harrison Ford e Dennis Villeneuve (A Chegada) na direção.





5 comentários:

Luiz Carlos Silva Marcolino Júnior disse...

Eu prefiro a versão do cinema, com a narração.
O Ryan vai ser o Gosling e não o Reynolds.

ALEXANDRE C Nascimento disse...

Já assisti tantas vezes ao filme que perdia as contas...me influenciou em muitos aspectos, inclusive e conhecer mais da cultura cyberpunk e musica eletrônica EBM.

Levi Eliseu disse...

Baixei este documentário ontem e já assisti 2 vêzes. Uma coisa que só fez aumentar em mim, foi o desejo de assistir a versão original dos cinemas(que nunca vi).Queria muito ver as cenas descartadas de o Iluminado que foram usadas em Blade Runner, Deckard num happy end com a sua amada rumo ao entardecer, e a narração parecida com os filmes noir baseados nos livros de Dashiel Hammett.Dizem que é mais piegas, o final é mais medíocre ou que a narração é as vezes irritante, mas mesmo assim, ainda assim eu queria muito ver. Já procurei na internet de cabo a rabo e nunca achei nada.Obrigado pela postagem, Eudes.

Daniel de Marins disse...

Eu gosto da narração, porém eu acho que deviam escrever outro texto, porque o que foi usado é péssimo.

Renato Souza disse...

Obrigadão!

Business

category2