quarta-feira, 26 de abril de 2017

The Propaganda Game

THE PROPAGANDA GAME - 2015
DVDRip/Áudio em inglês, coreano e espanhol/Legendas
separadas em português/93 minutos/768 MB

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Depois que postei Pyongyang, um amigo do Facebook me indicou este documentário que protamente baixei e assisti. Ele amplia e complementa o que lemos na HQ de Guy Delisle, nos dando uma visão mais de dentro do que o quadrinho é capaz. Ainda assim, é uma experiência de um estrangeiro, no caso do espanhol Álvaro Longoria. 

Através de um conhecido chamado Alejandro, um espanhol que vive na Coréia do Norte, o diretor consegue entrar na Coréia do Norte para fazer o documentário, algo impensável sem as conexões certas. Afinal, Alejandro é um simpatizante do regiume norte-coreano, pra não dizer, um fanático. Porém, assim como Delisle, Longoria, mesmo estando com Alejandro, tem que ser acompanhado por um guia o tempo todo. 

Longoria tenta manter uma certa neutralidade, mas parece ser um pouco difícil. A certa altura, bombardeado pela propaganda e pela idolatria constante dos norte-coreanos, Longoria diz que até ele já começava a acreditar que vivia sim em um paraíso na Terra. 

Ele mostra os dois lados da questão sobre a Coréia do Norte e, no fim, a conclusão quye eu cheguei é que nem tudo que ouvimos ou lemos aqui no Ocidente sobre o país é verdade, mas, aquilo que é verdade, é suficiente para ter pena de quem é obrigado a viver sob aquela ditadura. 






7 comentários:

Marcelo disse...

Sabe o nome desse tipo de mentira? Chama-se Fakecumentário. Eles nunca entraram na Coréia-do-norte. Acredite você ou não isso aí é apenas uma peça publicitária. Difícil crer? Bem, o tempo irá esclarecer isso. Mas pense um pouco quanto se falou na Coreia-do-norte em filmes americanos, sites, livros...o nome disso é preparação de terreno. Uma preparação psicológica para que as pessoas possam aderir a um futuro massacre de um povo inocente. É os americunts aprenderam com o Vietnã. Mas tem gente que acredita em terroristas sequestrando aviões e jogando contra prédios em atentados terroristas. Não sabem porém que o mesmo plano já constava de um manual da CIA em 1962, só que em vez de citar terroristas o motivo do plano era culpar os cubanos.

E assim a indústria cultural americana vai moldando a mente das pessoas com suas mensagens nem tão subliminares assim.

Angel Heart disse...

Que regime mais filha da puta esse da Coréia do Norte, alguém tinha de dar um jeito nesse ditadorzinho fudido.

Anônimo disse...

Marcelo disse "Acredite você ou não isso aí é apenas uma peça publicitária." Ok, não duvido disso, mas como podemos ter certeza? Algum indício no próprio filme? Alguma entrevista com os autores do filme? Quais elementos podemos conseguir pra chegar a essa conclusão, ou pelo menos, para começarmos a questionar a verdade desse documentario?
Alguem sabe como podemos tirar essa dúvida?
É uma boa questão essa.

Anônimo disse...

Não é peça publicitária coisa nenhuma, esse Marcelo que é um anti-tudo, além de anti-semita e anti-americano, apesar de ser um consumidor voraz da cultura estado-unidense.

Eudes Honorato disse...

Se fosse um documentário exaltando a Coreia do Norte, ele com certeza estari aqui xingando o documentarista e dizendo ol quando o gordinho da Coréia é filho da puta.

Ele deve estar se coçando para ir ao post de Maus falqar que o Holocausto é uma invenção dos judeus e que Hitler é pintado como assassino pelos EUA, que planejou tuod isso desde 1932.

Anônimo disse...

Pode esperar, logo, logo o venerável Marcelo estará no post de Maus, nos presenteando com sua notável sapiência.

Marcelo disse...

Olha, minha intenção não é irritar ninguém. Eu apenas dou minha opinião sobre o que conheço do mundo e sobre o que conheço das estratégias americanas de lavagem cerebral. Como eu disse a oposição a Guerra do Vietnã, que começou depois de um ataque de Falsa Bandeira ( False Flag ) num atentado que de fato nunca ocorreu conhecido como ataque do golfo de Tonkin; ensinou a eles como agir para poder invadir e matar outros povos em paz. Primeiro eles criam o ambiente psicológico propicio e depois com o público já amaciado eles promovem suas carnificinas.

Aliás, me digam quantos países a Coréia-do-Norte já invadiu e bombardeou? Nenhum não é mesmo?

Sabem quantos países os EUA já invadiu diretamente? Setenta. Sabe quantos países eles já bombardearam? Oitenta e cinco. Pois é, isso é que é vontade de "LEVAR LIBERDADE" e "Democracia" para o mundo que como vemos cada dia fica mais seguro desde que os EUA inventaram o terrorismo islâmico quando patrocinaram Osama Bin Laden e agora que criaram o ISIS. Afinal se os 300 milhões de dólares em 2011 e mais 200 milhões de dólares em 2012 doados para os terroristasd não serviram para o ISIS ser montado, não sei para o que foi. E as milhões de toneladas de equipamentos, como veículos blindados, minas, morteiros, fuzis, barracas, rifles, medicamentos, que eles deixaram estratégicamente disponível para os "insurgentes" do ISIS se apropriar na fronteria com o Iraque não FOI ARMAR ESSES TERRORISTAS foi o quê?

E finalizando a Guerra na Síria visa criar um gasoduto que passe pela Síria, vindo do Qatar, para impedir que a Rússia venda gás para Europa e assim se desenvolva. Como não querem lutar com um país que pode se defender ( Rússia ) eles preferem matar toda uma população inocente para conquistar seus objetivos sujos. Ah, claro, tudo com o pretexto de levar "democracia" aos povos que eles não se importam de trucidar.

Mais uma vez desculpe por expor seus heróis e dizer a verdade sobre eles.

Business

category2