quarta-feira, 3 de maio de 2017

Scans Que Eu Li: Shangri-Lá

SHANGRI-LÁ - MATHIEU BABLET
Tradução e Letras by Gibiscuits

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Comecei a ler essa HQ sem muita expectativa. Até mesmo parei no começo e fui ler outras coisas.  Depois que voltei, não parei mais e minha conclusão acabou sendo: Essa obra é o Akira do século XXI. Exagero? Será? Porra, leia e saiba. Menos se você um modinha anti-tudo, aí é melhor nem ler. 

O começo não me pareceu promissor: um cara ilhado em umk mundo distante que está prestes a ver uma estrela entrar em colapso. Um milhão de anos depois... o mesmo cara está em uma estação espacial chamada Tianzhu. Na verdade A estação espacial. 

Tianzhu é uma mega-corporação que possui uma estação espacial gigantesca, onde habitam os últimos sobreviventes do planeta Terra, agora totalmente inabitável. 

Scott é o nosso cara. Ele trabalha para a Tianzhu, como todo mundo trabalha. Mas, ele gosta, ao contrário de outros, que começam a se rebelar. Os empresários da Tianzhu mantém o povo sob controle usaqndo o cosumismo exacerbado. Lançam novos produtos a cada seis meses, sejam celulares, tablets ou qualquer outra coisa que mantenha a população controlada. Nada acontece sem que a Tianzhu saiba. Nada. Nem mesmo as conspirações. 

Scott é enviado para verioficar problemas em outras estações menores e, geralmente, as encontra desabitadas ou em estado lamentável. O que a Tianzhu manda ele fazer é livrar-se delas, sem fazer perguntas. Os amigos de Scott, Tara, Aisha e Virgil - que é seu irmão - não concordam com isso. Na verdade, eles pensam em se rebelar. Scott não vai segui-los. 

Há ainda os animóides, seres criados a partir de animais como cães, gatos (que há poucos, o que é explicado), raposas e etc. A relação deles com os humanos é complicada e uma analogia ao racismo dos nossos dias. 

Shangri-Lá é um caldo de referências  ao que vivemos hoje em dia: Preconceito, consumismo, conformismo, anarquismo, e outros ismos. Conforme vamos nos aprofundando mais e mais nas suas 220 páginas, vamos nos questionando - por meio de Scott - sobre nosso papel na sociedade. E as respostas não são simples, nem para um lado, nem para o outro. 

Na verdade Shangri-Lá  deixa filmes como Interestelar no chinelo, se esquipara a 2001 - Uma Odisséia no Espaço e. com eu disse, é um Akira dos dias de hoje. Não é pouco. 

Obrigado pela graça alcançada Gibiscuits.



8 comentários:

Anderson ANDF disse...

Dica interessante. Vou conferir.
Ultimamente, tenho lido uma porção de livros com temática futurista.

Anônimo disse...

Meu Sistema Operacional não é compatível com o programa para baixar ensinado, aqui, uma pena.

Pesquisando achei essa alternativa:

https://tabletsesmartphones.org/como-burlar-o-limite-de-download-no-mega/

Deu certo no Chrome, onde testei. PENEI pra achar o "Connect" da orientação kkk - fica no canto superior à direita do navegador e pude mudar o IP pra um dos EUA e vi opção para do Reino Unido. O MEGA limita pelo IP. Mesmo eu logado na conta "estourada" etc liberou para eu baixar essa publicação.

Muito obrigado, por ela, por sinal.

juliano silva disse...

Obrigado por mais este material!

Rubião disse...

Phodástico grande Eudes, conseguiu me fazer acordado até as duas, não consegui parar de ler.

canteisy Highlights disse...

Parece ser muito bom, vlw Eudes

Anônimo disse...

Parece promissor, fui convencido!!

Antonio Bedran disse...

Obrigado! - devorado de uma só tacada! Impossível parar de ler o trem!!
Caramba!

Marcelo disse...

Questionando meu papel na sociedade? Bem, o papel na sociedade da maioria das pessoas é servir de papel higiênico que a elite usa. Esse é nosso papel na sociedade. E eu gargalho se alguém aqui acha que tem outra função.

Business

category2