quinta-feira, 30 de março de 2017

3rd Rock From The Sun

3rd ROCK FROM THE SUN - 1996/2001
DVDRip/Avi (uns poucos MKV)/Áudio em inglês/Legendas em port.
de Portugal (as 3 primeiras temp. estão corrigidas para PT/BR)
139 Episódios/22 minutos cada/170 MB em média cada episódio


PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Lá pelos idos da primeira década do novo século, eu assistia esporadicamente a esta série sobre quatro alienígenas que vieram a Terra, assumiram corpos humanos e passaram a estudar nossos modos. Uma sitcom que me cativou logo de cara. 

Na época eu não sabia que ela já tinha até terminado e que aquilo eram apenas as reprises. Bixar séries ainda era um modo de vida bem distante e, quando a série parou d eser exibida  e eu fui deixando de assistir TV aberta ou fechada cada vez menos, esqueci da série. 

Com o tempo passei a ssistir séries completas por causa da facilidade dos downloads. Mas, ainda assim, não lembrava mais de 3rd Rock From The Sun ou, como se chama em Portugal, O 30o. Calhau a Partir do Sol. 

Somente a pouco tempo eu esbarrei com ela no MinhaTeca. Não tive dúvida, baixei para assitir, desta vez, de forma ordenada e completa. E, nossa, eu havia esquecido de como ela era engraçada.

John Lithgow (Dick Solomon) é "Emmy ambulante nesta série", como disse um amigo no Facebook (e levou o Globo de Ourto). Kristen Johnston (Sally Solomon) é extremamente engraçada e sensuall e ganhou um Emmy por este papel. French Stewart (Harry Solomon) é o ator menos conhecido, mas que funciona em seu papel de sonso. Joseph Gordon-Levitt (Tommy Solomon) já mostrava o ótimo ator que seria. 

Além da turma principal, ainda temos as ótimas atuações de Jane Curtin (Dr. Mary Albright), interesse amoroso de Dick Solomon, Simbi Khali (Nina) e Wayne Knight (como o policial Don), interesse amoroso de Sally. 

A série acumulou vários prêmios merecidos.





terça-feira, 28 de março de 2017

Documentários: Richard Dawkins

DEUS, UM DELÍRIO - O DEBATE/INIMIGOS DA RAZÃO
O Debate/Avi/Áudio em inglês/Leg: portguês/106 min./700 MB
Inimigos: Avi/Áud. em inglês/Leg: português/94 min./349-699MB

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI


Este ano completam 20 anos desde que deixei de ser Testemunha e Jeová, no período de 1990 a 1997. Mas, minha história com religião começa muito antes disso, ainda bem criança. 

Minha mãe sempre procurou por apoio nas religiões. Ela não via diferença entre elas, contanto que pudessem dar-lhe algum tipo de ajuda para resolver o problema de criar quatro filhos sozinha e, também, seus problemas pessoais.

Então, eis que nós quatro éramos levados juntos, fosse para Casa da Benção (evangélicos), fosse para igreja católica, espiritismo ou até mesmo candomblé. Onde ela quisesse ir, lá íamos nós juntos, querendo ou não. Geralmente era não. 

Aquilo meio que criou em mim uma aversão a religião. Não por culpa da minha mãe, mas das religiões, às quais, eu observava, não traziam nada do que ela procurava. Muitas delas, até tiravam o pouco que ela tinha. Mesmo sendo muito novo, eu não deixava de perceber isso. 

Deus para mim era algo distante, com o qual eu tentava me comunicar, mas nunca recebia resposta. Se ela vinha de uma forma misteriosa, não adiantav, afinal, eu era apenas uma criança. Não ia saber identificar os sinais.

Ao longo desse tempo, da infãncia e adolescência, eu entrava em contato, esporadicamente com as publicações da Torre de Vigia, editora das Testemunhas de Jeová, fosse com as revistas ou com os livros.

Aquilo foi meio que penetrando no meu cérebro durante anos. Até que, quando completei 20 anos, eu mesmo fui até um deles e pedi o que eles chamavam de "estudo". Em seis meses fui batizado e era oficialmente um religioso por minha própria vontade. 

Durante sete anos, fui passando a ser uma pessoa que não era mais eu. Mas, os anticorpos da minha personalidade pareciam ir contra isso e, depois de sete anos (umnúmero que sigifica perfeição segundo a Bíblia) eu já estava de saco cheio daquilo tudo e saí, antes que eu acabasse sendo expulso. 

Nos primeiros meses de minha saída, eu ainda tinha convicção de que eu era o errado e não a religião. Eu achava que era um fraco, e que Deus me puniria de acordo, num futuro não muito distante, segundo as profecias bíblicas. Mas, o tempo foi passando e fui tendo outra visão dos acontecimentos. 

Com o advento da internet pude ler escritos proibidos sobre a organização das Testemunhas de Jeová, entrar em contato com outros que saíram e assim, saber que eu não era um maldito pecador. E essa saída foi remoldando meu modo de pensar, pouco a pouco. 

Por um tempo eu devo ter sido agnóstico, sem nem saber o que significava tal palavra. Eu não acreditava tanto assim em Deus, mas também não tinha isso como certeza absoluta. E isso ia evoluindo.

No fim das contas, lendo Richard Dawkins, Carl Sagan e Christopher Hitchens minha mente foi entendendo melhor a armadilha em que eu tinha caído. Porém, se dizer ateu ainda era algo que dava medo. Não de Deus, mas das pessoas. Era como assumir que era gay para uma turba de homofóbicos enraivecidos. 

Mas, no meu íntimo eu sabia que isso não importava. Sair desse armário religioso era algo que dizia respeito apenas a mim, não era algo que eu precisasse ostentar. Meus tempos de doutrinação haviam passado. 

Dito isso, chegamos aos vídeos que postei aqui. O primeiro é um debate baseado no livro de Richard Dawkins, Deus - Um Delírio. Confesso que esperava um debate com religiosos intransigentes que tornariam a discussão impossível. Para minha supresa não foi assim.

Dawkins debate com o cientista cristão Dr. John Lennox que, mesmo não concordando com ele, admirei o modo consciente como ele debate, sem tentar se impor. Seus argumentos são lúcidos, dentro de seu campo. Em nenhum momento os dois partem para ofensas. Sente-se uma certa tensão, mas isso é de se esperar num assunto tão delicado. 

No fim das contas, passei a ter respeito por aqueles que levam suas crenças a sério, mas sem fanatismos prejudiciais. 

O segundo vídeo é dividido em duas partes e traz Dawkins discorrendo sobre a susperstição simples e pura. Astrologia, videntes, médiuns, pessoas que encontram água e etc. 

A superstição é, com certeza, a força motora que impulsiona a religião e aquilo que nos prende a ela. Nos livrar dela é essencial. Tudo bem que ainda hoje eu ainda desviro chinelos, mas não é pensando que minha mãe pode morrer, se tornou apenas um Transtorno Obsessivo compulsivo. 

Boa noite!


Scans Que Eu Li: Sir Edward Grey

SIR EDWARD GREY - WITCHFINDER: A SERVIÇO DOS ANJOS - 05 ED.
Tradução e Letras: Mochileiros dos Quadrinhos 

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Sir Edward Grey vem diretamente das páginas de Hellboy, como é dito na capa. Ele aparece pela primeira vez na minissérie O Despertar do Demônio, que é o segundo arco das aventuras de Hellboy. 

Nesta minissérie, Mignola nos traz as inusitadas aventuras deste homem que salvou a rainha Vitória de algumas bruxas, ganhando assim o título de Sir. 

Muito mais que um caçador de bruxas, Grey é um detetive do paranormal, como viria a ser Hellboy décadas mais tarde e, nesta aventura, ele se depara com um inimigo poderoso, ainda que totalmente desconhecido. 

Membros de uma expedição arqueológica são assassinados um a um e Grey precisa descobrir o assassino e o motivo. Quando se depara com ossos de uma estranha criatura, acaba se envolvendo em algo muito mais aterrorizante do que esperava.

Um certo Capitão oferece-lhe ajuda e o leva a uma médium. A partir daí, Grey se afunda cada vez mais no terror que vem de um tempo muito, muito longínquo.




Scans Que Eu Li: Jurassic Park

JURASSIC PARK: DEMÔNIOS DO DESERTO - 04 EDIÇÕES
Tradução e Letras: Gibiscuits Comics


PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Em uma cidade do Oeste algo anda dilacerando o gado. E agora o pai do pequeno Tyler Franklin está desaparecido e ele precisa da ajuda urgente do xerife local para encontrá-lo. 

O xerife Tobias vai com o garoto até o local onde encontra o cavalo do homem, partido ao meio e o gado chacinado está por todo o lado. O que poderia estar causando isso? Uma pegada  é encontrada a enviada a um instituto de paleontologia. O veredito? Um dinossauro.

Jorge e Monica Ramirez, pai e filha, que são do departamento de paleobiologia vão até o local para tentar esclarecer esse mistério. Apesar de Tobias parecer não lembrar, dinossauros andaram soltos em San Diego, conforme mostraram os eventos de Mundo Perdido: Jurassic Park. Porém, eles estão muito distantes de San Diego e da ilha Sorna, lar do Jurassic Park. 

John Byrne escreve e desenha essa nova aventura do mundo dos dinossauros criado pelo escritor Michael Crichton.

Scans Que Eu Li: El Diablo

EL DIABLO - 04 EDIÇÕES
Tradução e Letras: Centurions/Gibiscuits


PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Moses Stone era um caçador de recompensas que se tornou xerife de uma pequena cidade, Vivia tranquilamente com sua esposa, enfrentando os problemas normais de qualquer cidade do Velho Oeste, até o dia que El Diablo chegou. 

Um pistoleiro demoníaco ao qual ninguém conseguiu capturar. Moses reune um grupo de homens e sai no encalço do assassino. Porém, ao caçá-lo, Moses esbarrará com seu próprio passado. 

A cada lugar que vão, Moses parece chegar mais perto de uma vida que deixou para trás há muito tempo. Sua vida de caçador de recompensas parece que voltou para assombrá-lo, assim como El Diablo assombra a todo seu grupo. 

Quem será o verdadeiro demônio?

segunda-feira, 27 de março de 2017

Coleção Marvel Salvat: O Velho Logan

COLEÇÃO MARVEL SALVAT: O VELHO LOGAN
Digitalização e Tratamento by Renato Ptl/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

"Com seu fator de cura e ossos revestidos de adamantium, Wolverine é bem difícil de ser morto. Embora legiões de vilões, desde Apocalipse até Zaran, tenham tentado isso, ele parece ser simplesmente indestrutível, por maior que seja o dano sofrido pelo seu corpo. Só existe uma forma de o mutante ser realmente vencido. Esqueça o corpo - se quiser deter Wolverine, é o espírito dele que deve ser quebrado.

É aí que tem início Velho Logan, cinquenta anos no futuro, um homem exausto e indefeso tenta, em vão, ganhar a vida para sustentar a família que ama. Mas esse velho tem um segredo. Ele já foi herói - na verdade um dos melhores. Não que isso faça diferença agora. Os heróis se fora e, com eles, qualquer sentimento de que o "bem" voltará a prevalecer. 

Poucas histórias da Marvel começam com uma ambietação tão brutal e devastada. Mark Millar e Steve McNiven produzem um visual visceral e tenebroso do que aconteceria caso os vilões prevalecessem. O mundo que os criadores elaboram é violento, um verdadeiro pesadelo governado pelos corruptos, sem perspectivas de mudanças. 

Não há como negar que O Velho Logan ostenta com orgulho suas influências: inspirado em obras como Os Imperdoáveis, Mad Max e A Estrada, é a abordagem distópica de uma clássica história no estilo on the road. Viajando pelas paisagens devastadas dos EUA, Logan vive uma profunda jornada física e espiritual, encarando os horrores do mundo em que vive e também o seu próprio passado. 

Assim como muitas de suas grandes histórias, O Velho Loga trata primordialmente do herói tentando aceitar quem realmente é - uma batalha sem fim. Não importa o que ocorra no mundo ao redor e nem quanto Logan tente controlá-lo, 'Wolverine' sempre estará presente, negando-lhe a tão almejada paz."




Série Animada: Corto Maltese

CORTO MALTESE - A SÉRIE ANIMADA
Eps: 1 a 8 e 13 a 22: MP4/Áudio em port. de Portugal/22 min./120 MB
Eps: 9 a 12: Avi (Arquivo Único)/Áudio em francês/Legenda sep. port.

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Já publicamos aqui a animação em longa metragem Corto Maltese: O Pátio Secreto dos Arcanos, e agora voltamos para publicar a série de 22 episódios que o personagem ganhou. 

Algumas considerações sobre os arquivos postados aqui: quase todo estão dublado em português de Portugal. dado a raridade, achei que valia a pena postar. Pesquisando descobri que a série passou aqui no Brasil e teve dublagem brasileira, mas não se encontra na internet. Quer dizer, eu não encontrei. 

A maioria desses 22 episódios foram depois reunidos em longas metragens, separando por títulos, como As Célticas, por exemplo. Se todos tivessem legenda em português, seria mais interessante postar assim. Por outro lado, creio que há episódios que ficariam de fora. 

Quando encontrei os episódios para baixar, faltava o 11 e não encontrei em nenhum outro lugar. Por muita sorte, um dos longas reunidos de episódios, era uma compilação do 9 ao 12, Corto Maltese: As Célticas. Ele está no idioma original e com legendas em português. 

Corto Maltese é um personagem criado pelo quadrinhista Hugo Pratt. Em suas aventuras encontra personagens históricos como Jac London (escritor de Caninos Brancos, entre outros), Butch Cassidy e o Barão Vermelho, além de andar sempre com Rasputin. 

Na aventura Sob o Signo de Capricórnio, passa boa parte do tempo na Bahia e encontra com um  cangaceiro fictício, Tiro Certeiro e um real, Corisco, que foi personagem no filme de Glauber Rocha, Deus e o Diabo na Terra do Sol. 






Coleção Marvel Salvat: Marvels

COLEÇÃO MARVEL SALVAT: MARVELS
Digitalização: Renato Ptl/Tratamento: Outsider Z
Páginas Duplas: Alan Bishop/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Marvels é uma bela homenagem e uma síntese do universo criado por Stan Lee, Jack Kirby, Joe Simon e tantos outros. Kurt Busiek e Alex Ross colocaram em uma obra, tudo aquilo que tornou este universo o que ele é ainda hoje. 

Somos o fotógrafo jornalístico Phil Sheldon que testemunha o nascimento das maravilhas, dos super-heróis e seus grandes feitos, começando lá na década de 30 com o Tocha Humana, um andróide que se inflamava e que se tornou um dos primeiros super-heróis daquele mundo. 

Em seguida viriam Namor, Capitão América e tantos outros. Muitos não continuariam até os tempos atuais, outros se tornariam verdadeiros ícones. 

Nos quatro capítulos que compõem Marvels, Phil Sheldon está lá, frente a frente com os  maiores momentos dos heróis superpoderosos. Mas, Sheldon é apenas humano, falho, e também comete seus erros. 

O fotógrafo é tão real que, talvez nos perguntemos como não o vimos nas aventuras que lemos quando éramos crianças. Mas, ele estava lá, com certeza, assim como todos nós. 




domingo, 26 de março de 2017

The Congress

O CONGRESSO FUTURISTA - 2013
DVDRip/Avi/Áudio em inglês/Legenda separada
em português/122 minutos/903 MB

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Robin Wright (a atriz de A Princesa Prometida, Forrest Gump e House of Cards) interpreta ela mesma neste filme que mistura live action e animação. Ou, ao menos, uma Robin Wright fictícia. Os primeiros 45 minutos são uma introdução um tanto quanto lenta para a animação que vem a seguir. Por isso, não desista, pois a recompensa vale a pena.

Robin é uma atriz que está em decadência. Não consegue mais papéis em filmes interessante e, segundo seu agente (Harvey Keitel), tudo isso foi devido às suas escolhas. Mãe de uma adolescente e um menino, que sofre de uma doença degenerativa. 

Ela recebe uma proposta de contrato um tanto quanto inusitada e polêmica: querem que ela venda sua imagem. Ela será digitalizada e o estúdio Miramountt terá direitos sobre ela, não precisando mais da mesma para poder fazer seus filmes. Pelo contrato, Robin não poderá atuar nunca mais, nem em peça de escola. Ela terá que se vender literalmente. 

Se passam 20 anos desde que ela assinou o contrato. A Miramount se tornou uma multinacional poderosa e agora está no ramo de compostos químicos que fazem com que as pessoas sejam quem elas quiserem, imergindo em um mundo totalmente animado. 

Convidada para um congresso que a Miramount está promovendo, Robin Wright só pode entrar se aceitar a droga que a transforma em uma animação. É aí que o filme começa de verdade. 

Quando adentra aquele mundo ela percebe o quanto as coisas realmente mudaram. O quanto as pessoas estão apenas a procura de serem outras pessoas, esquecendo de si mesmas, apenas por uma satisfação ilusória. 

A animação psicodélica parece uma mistura de Looney Tunes com Ralph Bakshi, que vai ficando cada vez mais surrealista. Quanto mais ela demora a sair daquele mundo, vai ficando mais e mais presa nele. 

Preocupada com o filho, já adulto, que precisa de seus cuidados, Robin não sabe mais como fazer para escapar daquele mundo fantástico, mas opressor. 

O fiklme é dirigido por Ari Folman, o mesmo de Valsa com Bashir e que está com um projeto de animação baseado na vida de Anne Frank.






sexta-feira, 24 de março de 2017

Documentário: Necessary Evil

NECESSARY EVIL: VILLAINS OF DC COMICS
BDRip/MKV/Áudio em inglês/Legenda separada 
em português/97 minutos/799 MB

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Sem supervilões não existiriam os super-heróis, isso é algo que não precisamos discutir. Em algumas histórias até mesmo se questiona se os supervilões surgiram como uma espécie de efeito colateral ao super-heróis, e assim tais paladinos da justiça poderiam ter causado mais mal do que bem. Ou, talvez seja apenas o universo que precise contrabalançar as coisas, juntando o caos a ordem. 

Neste documentário narrado pelo mítico Christopher Lee, vários autores, ilustradores e outras personas do mundo dos quadrinhos (ou não) procuram dar seu ponto de vista sobre o que faz um vilão ser um vilão, qual sua importância dentro da história para a construção do caráter do super-herói, assim como as muitas outras facetas que fazem esses personagens tão controversos serem quem são. Claro, como diz o título, se trata da análise dos supervilões que compõe o Universo DC. 

Além d e ficarmos conhecendo os vilões mais clássicos, passamos a nos familiarizar com vilões que apareceram recentemente. Também há aqueles que sofreram (ou sofrem) uma certa inconstância em seu caráter, como Arlequina e Mulher-Gato. Outros têm um código moral deturpado que fazem questão de seguir, assim como os super-heróis tem seus códigos morais. 

Há super-heróis que se tornaram vilões ou caminharam bem perto do limite entre o Bem e o Mal. E há aqueles que simplesmente não dá para saber se são vilões ou apenas grandes fontes de diversão, como Lobo, o czarniano mais amado (ou assim o era) do universo. 

O fato é que os vilões são o tempero que faz com que as histórias em quadrinhos continuem nos divertindo do mesmo modo há década, mesmo que eles percam todas as vezes em todas essas décadas. 

Sim, Batman poderia simplesmente matar o Corinha; Superman poderia fritar LÇex Luthor com sua visão de calor e a Mulher- Maravilha pode quebrar o pescoço de qualquer inimigo seu, seja lá quais forem. Mas, então não teríamos quadrinhos de super-heróis, apenas de supervilões.

PARA VÁRIOS OUTROS DOCUMENTÁRIOS SOBRE QUADRINHOS E CINEMA CLIQUE AQUI.






Making of Conan, o Bárbaro

CONAN, THE BARBARIAN UNCHAINED - 2000
DVDRip/MP4/Áudio em inglês/Legenda fica
em português/53 minutos/293 MB

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

A produção que trouxe Arnold Shwarzenneger para os holofotes veio dos livros de Robert E. Howard. Porém, o personagem foi popularizado graças aos quadrinhos publicados pela Marvel, que traduziram para a cultura pop toda a violência e magia que Howard criou. 

Para o filme, apenas o gigante que viria a exterminar o futuro, poderia dar vida ao cimeriano. Schwarza está para Conan assim como Christopher Reeve está para Superman. 

O filme levou cinco anos para sair do papel, tendo até mesmo a participação de Roy Thomas nos primeiros roteiros. Mas, foi Oliver Stone quem deu força ao projeto, com um roteiro que acabou sendo vendido para Dino Di Laurentis, que retomou o projeto, colocando John Millius como roteirista final e diretor. 

Toda a força e mitologia do personagem estava ali, como se o próprio John Buscema tivesse ilustrado cada fotograma. A sensualidade de Sandahl Bergman trazia outra marca de Conan para as telas, as belas mulheres.  A participação de Max Von Sydow e James Earl Jones deram ao filme o toque final. 

Stone dizia que pensou Conan como uma série de 12 filmes. Infelizmente só tivemos uma continuação inferior ao primeiro e um remake em 2011 que não vale nem mesmo ser mecionado.






Business

category2