quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

O Estrangeiro

O ESTRANGEIRO - ALBERT CAMUS/JACQUES FERRANDEZ 
Digitalização e Tratamento da HQ: Outsider, The Z/HORDA Inc.

PARA BAIXAR A HQ e o LIVRO, CLIQUE MEDIAFIRE

Meursault é um trabalhador calmo e reservado, sem grandes ambições ou desejos. Quando perde a mãe ele é levado a cometer um ato irreparável, sob a influência do sol ardente e ofuscante da Argélia. É com total indiferença, então, que ele assiste a seu julgamento inexorável. 

Publicado em 1942, O Estrangeiro fascinou milhões de leitores pelo mundo, ao propor uma reflexão contundente sobre o absurdo da condição humana e questionar a máquina impiedosa da justiça social. Passados mais de setenta anos depois, a obra-prima de Albert Camus está mais atual do que nunca. 

Não poderia haver artista melhor do que Jacques Ferrandez para adaptá-la aos quadrinhos. Conterrâneo de Camus, Ferrandez é considerado um especialista incontestável na Argélia colonial, e viveu por muitos anos na mesma rua que o autor.

A luminosidade de suas aquarelas e a riqueza de seus cenários demonstram, de fato, que se trata de um profundo conhecedor da obra de Camus e de sua ambientação, capaz de reconstruir a narrativa com força e fidelidade e de dar conta de sua dimensão simbólica, sem suavizar seus mistérios. (Texto da contracapa da HQ).    


            

10 comentários:

Alex disse...

Ótima adaptação da obra de Camus.Obrigado.

Anônimo disse...

Nunca vou entender seu critério para scannear gibis, mas deixa quieto. Só nos resta agradecer e muito!

Diz uma coisa: vc sabe me indicar qual seria o blog equivalente ao Rapadura Açucarada só que para músicas em mp3?

Valeu!

Eudes Honorato disse...

"Diz uma coisa: vc sabe me indicar qual seria o blog equivalente ao Rapadura Açucarada só que para músicas em mp"

Não faço ideia, acho que nunca baixei musica por um site especifico. Tenho usado o YouTube mesmo e converto para MP# as musicas dos clipes e videos.

Anônimo disse...

Não sei vc, Eudes, mas gosto bastante do Camus, apesar de preferir como filosofia de vida o existencialismo de Sartre, com o qual aprendi os riscos de certos comportamentos radicais e o valor da liberdade.
Contudo, uma frase do Camus tornou-se meu lema atual:
"Le seul moyen d'affronter un monde sans liberté est de devenir si absolument libre qu'on fasse de sa propre existence un acte de révolte."
Numa tradução livre:
"A única maneira de enfrentar um mundo sem liberdade é tornar-se tão absolutamente livre que se faz da própria existência um ato de revolta."

Valeu pela postagem! O Estrangeiro, já conhecia, mas o hq não; assim que puder, certamente irei ler!

Anônimo disse...

Muito obrigado!!!!

Anônimo disse...

Acho fascinante adaptações literárias para HQ.
Muito obrigada pelo compartilhamento dessa grande obra de Camus.

vandu disse...

Eudes, eu sei que não tem a ver com o post, mas tens a HQ Saga do brian k. Vaughn?; Vaugin?; Vaugn?;... o cara do Ex machina?; maquina?;makina?; o do Y o último homen, tá difil achar na net, e completo ainda, impossivel.

Márcio Lima disse...

Li esse livro há quase 20 anos atrás. Fiquei muito impressionado com a visão de Albert Camus sobre a vida, algo que na época eu intepretei como uma espécie de niilismo (mas hoje sei que é uma interpretação muito equivocada). Obrigado por postar isso, Eudes. Vou baixar os dois a HQ e o livro.

Anônimo disse...

Simplesmente maravilhoso!!!! Grato pela postagem!! :)

Anônimo disse...

Fantástico! Muito obrigado Eudes!

Business

category2