quarta-feira, 19 de junho de 2019

CMS: Homem-Aranha Nunca Mais

COLEÇÃO MARVEL SALVAT: HOMEM-ARANHA NUNCA MAIS
Digitalização e Tratamento: Outsider Z/HORDA Team 

PARA BAIXAR, CLIQUE GOOGLE DRIVE

Três anos depois de o Aranha ter feito sua discreta estreia na última edição da revista Amazing Fantasy, o Amigão da Vizinhança tinha demonstrado ser um enorme sucesso. Stan Lee e Steve Ditko haviam conseguido criar os alicerces da série, estabelecendo o tom e inventando um conjunto de vilões clássicos e personagens coadjuvantes que fazem parte do título até hoje. Mas as aventuras do aracnídeo estavam preste a evoluir ainda mais por conta da decisão de Ditko de deixar o título. 

Suspeitando que o colega partiria em breve, Lee já tinha substituto em mente: John Romita. Embora seja hoje uma lenda no mundo das HQs, naquela época ele era um ilustre desconhecido. No começo, Romita emulou o estilo de Ditko, convencido que o artista logo retornaria ao título, mas, tão logo ficou claro  que isso não aconteceria, ele começou a mudar os padrões estabelecidos, buscando adequar o Homem-Aranha à sua visão. 

O artista tornou o personagem mais encorpado, mais musculoso -  a experiência  de Romita desenhando quadrinhos românticos sinalizava que ele se afastaria da figura estranha  e desajeitada criada por Ditko em prol de um jovem mais bem-apessoado. Essa mudança na aparência de Peter e amigos fez com que Stan Lee se focasse mais no aspecto novelão das histórias. Embora o Aranha já fosse um sucesso, o trabalho de Romita e a posterior mudança no tom o transformaram num ícone. 

Aquela fase é vista como o período antológico do título, o que tornou ainda mais difícil a escolha de algumas poucas histórias para este volume, já que todas são clássicas! Contudo, o conjunto de aventuras que selecionamos cobre todos os aspectos, misturando habilmente o super-heroísmo do Homem-Aranha com os dilemas pessoais de parker para criar uma revista de ouro.

Este volume termina com uma das aventuras mais famosas do herói: Homem-Aranha Nunca Mais. Ela realmente definiu o personagem , acompanhando a crise de consciência que Peter vive em relação ao seu papel de herói, e traz uma das capas  mais famosas (se não a mais) já feitas para uma revista do herói. 

Embora o Aranha seja uma criação de Lee e Ditko, foi realmente graças ao talento de John Romita que ele amadureceu, tornando Amazing Spider-Man o título mais vendido da editora. Ao longo dos anos, uma legião de artistas e escritores pode  ter ajudado a elevar o aracnídeo a herói número um do mundo, mas não há como negar que foi Romita quem o colocou no caminho para isso. 

Texto de Marco M. Lupoi

P.S.: Amazing Spider Man 47, a da capa com o Kraven, é a história que foi parodiada na famosa história de Deadpool que deu origem ao Rapadura Açucarada como compartilhador de scans. 





6 comentários:

D.Fabian disse...

Meu caro Eudes, vale a pena esperar cada postagem! Sempre uma surpresa espetacular. Nesse caso, "espetacular" é a palavra de fato apropriada, hehe.

Karcaju disse...

Obrigado Eudes por esse espetacular trabalho com essa espetacular edição do Amigão da Vizinhança!

diormeine disse...

essa historia ta sempre naquelas listas d melhores do aranha,junto com a caçada de K.valew eudes!finalmente vou ler essa.

Aldo Souza disse...

Obrigado, Eudes!

Tadeu Olivetti disse...

Parabéns e obrigado Eudes pelo compartilhamento.
A fase clássica do Aranha, com as ilustrações de Romita é o supra sumo de tudo aquilo que já foi publicado em histórias de super heróis nos quadrinhos.

Luciano L. Silva disse...

Muito obg por mais essa excelente edição.

Business

category2