domingo, 23 de junho de 2019

CMS: X-Men - Crepúsculo dos Mutantes

COLEÇÃO MARVEL SALVAT: X-MEN - CREPÚSCULO DOS MUTANTES
Digitalização e Tratamento: Outsider Z/HORDA Team

PARA BAIXAR, CLIQUE GOOGLE DRIVE

Por mais absurdo que pareça, durante a maior parte dos anos 1960, a revista X-Men beirou o cancelamento. Embora lançada junto com a dos Vingadores, ela nunca alcançou o mesmo destaque que outros títulos da editora. Uma pena, já que sua premissa central mostrando "heróis mutantes" tinha potencial para contar histórias muito interessantes - como se tornaria evidente alguns anos depois, com o relançamento da revista. 

Em 1969, o título foi por fim descontinuado na edição 66. Contudo, embora estivesse perdendo vendas, em seus últimos anos a revista havia experimentado um tipo de renascença criativa. A partir da edição 50, Jim Steranko assumiu como artista por dois números, revolucionando o título com seus layouts inovadores e empolgantes. 

Então, na edição 55, Roy Thomas voltou como escritor ao lado de um jovem artista sensação, Neal Adams, que entrou já na edição seguinte. Por conta das vendas baixas, a dupla recebeu carta branca, e Thomas e Adams transformaram a revista. Com uma nova energia por conta dos roteiros de Thomas e do estilo dinâmico e épico de Adams, o título foi ficando cada vez mais emocionante. 

Por infelicidade, apesar das inovações, ele reuniu uma base fiel de seguidores que, embora dedicada, não bastou para salvá-lo. Na verdade, um deles era um jovem que estudava teoria política, Chris Claremont, na época estagiário na Marvel. Parte do trabalho dele envolvia abrir as cartas para X-Men - que, em geral, traziam queixas ultrajadas de fãs do artista anterior, Don Heck.  Contudo, Claremont achou o trabalho de Adams e Thomas simplesmente maravilhoso - e é fácil ver como essas edições influenciaram sua fase na equipe posteriormente. 

Muita gente vê A Segunda Gênese como a grande virada na franquia X-Men, mas, na realidade, as sementes do futuro da equipe foram plantadas nestas edições. Embora incapaz de salvar o título, o trabalho de Adams, Thomas e Steranko hoje é considerado uma pedra angular na carreira dos incompreendidos mutantes da Marvel. 





4 comentários:

Marcus disse...


\o/\o/\o/\o/\o/ Muito Obrigado !!!! Valeu !! Thank You So Much !! Danke !! Gracias !! Merci !! Dank U !! Grazie !! Arigatô !! спасибо Spasiba !! Brigadão, Eudes ;)

Fabio Conti disse...

Lembro desse arco classico sendo publicado na revistinha do capitao america da ED Abril la pelo ano de 1987.,,nessa época ja era um classico

valeu Eudes

D.Fabian disse...

Valeeeeu, Eudes!!!! Muito obrigdo!

eu disse...

Olha essas capas!!!!!!

Business

category2